Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MUNDO

Brasileiro refém do Hamas é enterrado após corpo ser recuperado

Centenas de pessoas marcharam em um cortejo fúnebre e compareceram ao serviço religioso na cidade israelense de Ashkelon


				
					Brasileiro refém do Hamas é enterrado após corpo ser recuperado
Brasileiro refém do Hamas, Michel Nisenbaum é enterrado em Israel após corpo ser recuperado. Reuters

Michel Nisenbaum, de dupla nacionalidade israelense-brasileira, cujo corpo foi recuperado pelo Exército de Israel de Gaza no início desta semana, foi sepultado neste domingo (26) na cidade israelense de Ashkelon.

Centenas de pessoas marcharam em um cortejo fúnebre e compareceram ao serviço religioso. Os membros da família começaram a chorar enquanto sua mãe fazia uma oração sobre seu túmulo.

Leia também

Os militares israelenses disseram na sexta-feira (24) que recuperaram os corpos de três reféns levados para a Faixa de Gaza depois de terem sido mortos durante o ataque de 7 de outubro por militantes liderados pelo Hamas.

Afirmou que os corpos de Hanan Yablonka, Michel Nisenbaum e Orion Hernandez Radoux foram recuperados durante a noite numa operação conjunta do Exército e dos serviços de inteligência em Jabalia, no norte de Gaza, onde tem havido intensos combates nos últimos dias.

Nisenbaum, 59 anos, um israelense-brasileiro da cidade fronteiriça de Sderot, foi morto enquanto ia resgatar sua neta.

Yablonka, 42 anos, e Hernandez Radoux, 30, foram mortos no festival de música Nova, uma festa ao ar livre perto de Gaza onde a namorada de Hernandez Radoux, Shani Louk, também foi morta, disseram os militares.

Seu corpo foi recuperado com outras duas pessoas na semana passada.

Os corpos foram identificados por autoridades médicas do Instituto Forense Nacional de Israel e pela polícia israelense, disseram os militares.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas