Após morte da rainha, valor de cães da raça corgi passa de R$ 14 mil

O amor da monarca pela raça começou quando ela ganhou o primeiro corgi, em 1933; ela criou 30 cães da espécie ao longo da vida

A rainha Elizabeth II nunca escondeu sua paixão por pets, mais precisamente pela raça corgi. O amor da monarca pela espécie começou quando ganhou o primeiro cão da raça, em 1933. Ela chegou a criar 30 cachorrinhos durante sua vida.

De acordo com o porta-voz da Pets4Homes, um portal de venda de animais do Reino Unido, o preço por um cão da espécie favorita da soberana dobrou nos últimos três dias, atingindo o recorde nesta segunda-feira (26/9), chegando a R$ 14 mil.

“Nos anúncios mais recentes, os preços de alguns corgis quebram a barreira de 2,5 mil libras pela primeira vez”, afirmou.

Segundo o representante do site, as buscas diárias pela espécie aumentaram 10 vezes em relação à semana passada.

Ao falecer, a governante deixou dois corgis, que ficaram sob a tutela de seu filho, o príncipe Andrew e a esposa, Sarah Fergunson, o duque e duquesa de York.