Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MACEIÓ

Vítimas das chuvas em Maceió lamentam perdas e pedem ajuda para sobreviver

Eles alegam que o cenário para os próximos dias é de incerteza diante da tragédia ao perder tudo que tinham nas suas casas

Cinco casas desabaram na Grota de Santa Helena, no bairro de Chã do Bebedouro, em Maceió, e outras estão em estado de risco. De acordo com os moradores, a Defesa Civil Municipal foi acionada, mas segundo a equipe, a prioridade é a região onde há vítimas. Ainda segundo os moradores, o Corpo de Bombeiros não atendeu às ligações.

A casa da filha do pedreiro Cícero Avelino dos Santos, de 59 anos, foi totalmente destruída na madrugada desse sábado (27). Segundo ele, quatro pessoas estavam no local, mas foram socorridos pelos vizinhos e ninguém ficou ferido.

Leia também

A casa do pedreiro também está ameaçada e ele precisou deixar o local, que fica embaixo de uma barreira.

"Quando a geladeira virou, por volta das 3 horas, fiquei sem ação e depois tive que sair da minha casa. Uma hora depois teve outro lance de barreira, se tivesse ficado embaixo tinha morrido", contou o pedreiro visivelmente emocionado.

Aos 59 anos, ele pede uma ajuda do poder público o quanto antes. "O governo, seja ele a Prefeitura ou o Estado, tem que tomar uma decisão com relação a isso. Como vou pagar por outra casa aos 60 anos? Não tem como",expôs

Dijaneide Feliciano, de 25 anos, e sua família moram em uma área de risco, onde algumas casas já desabaram no local neste final de semana. Ela e seu marido estão desempregados e têm dois filhos. Um deles é autista e ela teme o futuro.


				
					Vítimas das chuvas em Maceió lamentam perdas e pedem ajuda para sobreviver
FOTO: Ana Clara Mendes

"Fico pensando nos meus meninos, de como vai ser os próximos dias aqui na minha vida.. Não tenho dinheiro para pagar aluguel. Por enquanto, estou dormindo na casa da minha mãe em outro bairro, mas tenho que voltar para levar os meus filhos na escola. A pessoa fica preocupada, fica chorando. Não sei como vai ser", lamentou.


				
					Vítimas das chuvas em Maceió lamentam perdas e pedem ajuda para sobreviver
FOTO: Ana Clara mendes

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas