Em condições insalubres, barraca na orla de praia em Guaxuma é interditada pela Vigilância Sanitária

Desde fevereiro, fiscalização recolheu 58 toneladas de alimentos impróprios para consumo

A Vigilância Sanitária de Maceió interditou, nesta segunda-feira (11), uma barraca de praia localizada em Guaxuma, Litoral Norte de Maceió. A medida foi aplicada porque o local apresentava condições totalmente insalubres, fora das normas vigentes e sob risco sanitário iminente.

“A fiscalização foi motivada por denúncia e a equipe constatou que o local não oferecia nenhuma condição de manipular alimentos, por isso foi feita a interdição da barraca e o dono terá 30 dias de prazo para adequar o estabelecimento à legislação sanitária atual”, afirmou o coordenador geral da Vigilância Municipal, Airton Santos.

As equipes da Vigilância também retiraram de circulação, neste sábado (9) e domingo (10), mais 900kg de produtos impróprios ao consumo humano. Dessa vez, a atuação dos fiscais ficou concentrada apenas na parte alta da cidade.

Visa-interdita-barraca-em-Guaxuma-7.jpg - Foto: Vigilância Sanitária Maceió

Foram apreendidos linguiças, queijos, mortadelas e calabresas, além de frangos e carnes bovina e suína. Além de problemas como a validade vencida dos produtos, a equipe encontrou ainda estabelecimentos com condições inadequadas de higiene e de acondicionamento e embalagem dos produtos.