Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MACEIÓ

Taxistas fecham via em Jaraguá em protesto contra ações da SMTT

Grupo cobra mais rigor no combate ao uso de kit clandestino de GNV, além da regulamentação do transporte de passageiros por aplicativo

Dezenas de taxistas se reuniram, no Estacionamento de Jaraguá, em Maceió, na manhã desta quinta-feira (16), para um ato contra as ações de fiscalização da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). Durante o protesto, o grupo se reportou, especialmente, à utilização do kit clandestino de gás natural, cobrando a regulamentação do transporte de passageiro por aplicativos em Maceió. A principal via do bairro foi bloqueada em meio à manifestação.

A categoria busca uma audiência conjunta com representantes do Ministério Público Estadual (MPE), Defensoria Pública, Detran, SMTT e Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran).

Leia também


				
					Taxistas fecham via em Jaraguá em protesto contra ações da SMTT
FOTO: tais albino

Ainda segundo os taxistas, a SMTT estaria descumprindo o que preconiza o Código Brasileiro de Trânsito. "Eles [agentes de trânsito] precisam abordar os condutores como feito pelo BPTran, mas sem recolher o veículo em situação irregular", afirmou Gilson Gomes, presidente da Associação de Taxistas de Maceió.

Na oportunidade, a categoria reivindicou, ainda, a importância de se abordar os motoristas que fazem o transporte de passageiros por aplicativo de forma mais minuciosa. Para o presidente da Associação dos Profissionais Taxistas, Everaldo Júnior, a fiscalização deste tipo de transporte é "desproporcional". Ele destaca também o fato de, em muitas regiões do país, a regulamentação já ter saído do papel.


				
					Taxistas fecham via em Jaraguá em protesto contra ações da SMTT
FOTO: tais Albino

"A categoria solicita, ainda, que a prefeitura crie um aplicativo apenas para os taxistas", emendou Everaldo, que também destacou o problema relativo ao táxi-lotação, já que os carros particulares "têm mais liberdade e não são tão fiscalizados na capital".

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas