Taxa de letalidade para a Covid é maior em sete bairros de Maceió

Segundo a SMS, mais de 13 mil notificações são de pessoas de 40 a 49 anos

O Boletim da Secretaria de Saúde de Maceió traz um panorama da pandemia na capital: mais de 62,1 mil casos confirmados e 1,7 mil óbitos por Covid-19. São 27,2 mil pessoas do sexo masculino e, feminino, 34,8 mil, sendo a faixa etária com registro da doença de 30 a 39 anos, um total de 15,6 mil.

Em relação à taxa de letalidade, que indica em percentual a gravidade da doença, a situação é mais crítica no 2º DS, com 3,72%, e o 4º DS, com 3,07%. No 2º DS, estão os bairros Trapiche da Barra, Pontal da Barra, Prado, Ponta Grossa, Centro, Levada e Vergel do Lago e, no 4º Distrito, Rio Novo, Santa Amélia, Petrópolis, Chã da Jaqueira, Bebedouro, Mutange, Bom Parto e Fernão Velho.

Mais de 13 mil notificações são de pessoas de 40 a 49 anos e, de 20 a 29 anos, há mais de 12,5 mil casos confirmados. Há mais infectados no 7º DS (14,8 mil) - parte alta - onde estão os bairros Cidade Universitária, Santos Dumont, Clima Bom, Tabuleiro do Martins e Santa Lúcia e também no 1º DS (11,4 mil), no caso a Jatiúca, Ponta Verde, Poço, Mangabeiras, Ponta da Terra, Pajuçara e Jaraguá.

Das pessoas que não resistiram às complicações provocadas pelo coronavírus, 22,6% tinham diabetes, 21,7% hipertensão e 21,5% não tinham registro de comorbidades. “Óbitos de casos de SRAG por Covid-19, segundo sexo e faixa etária, 1.718, 951 eram masculino e 767 feminino. A concentração dos casos encontra-se na faixa etária de 70 anos acima e sexo masculino”, informa boletim da SMS.