Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MACEIÓ

SMTT registrou mais de 400 acidentes em 2016 em apenas duas avenidas de Maceió

Dados se referem aos sinistros ocorridos de 1º de janeiro a 20 de dezembro na Fernandes Lima e Durval de Góes Monteiro

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) divulgou na tarde desta quarta-feira (28) os números referentes aos acidentes registrados no período de 1º de janeiro a 20 de dezembro deste ano nas duas principais avenidas de Maceió: Fernandes Lima e Durval de Góes Monteiro. O órgão acredita que se os pardais estivessem ligados ao longo do ano, os números teriam sido menores. Segundo os dados apresentados, foram 196 e 236 colisões, respectivamente.

De acordo com o chefe de Levantamento de Acidentes de Trânsito da SMTT, Carlos Moura, a presença da fiscalização eletrônica torna-se um meio de inibir o motorista de realizar manobras indevidas, como também obriga o condutor a reduzir a velocidade, diminuindo os riscos de uma colisão.

Leia também

"A presença dos pardais provoca, obrigatoriamente, uma redução na velocidade dos veículos, mantendo-os à 50 km/h, que é a velocidade da via. Há estudos científicos publicados que comprovam que acidentes nessa velocidade os riscos de morte chegam a quase zero, inclusive se envolver pedestres. Ou seja, não podemos apontar o desligamento dos pardais como responsável por este números, mas ele é um dos fatos que contribuem para a redução", explicou.

Ainda de acordo com Carlos Moura, os pardais auxiliam também no fluxo do trânsito, evitando congestionamentos e o fechamento de cruzamentos, problemas bastante recorrentes ao longo da Avenida Fernandes Lima.

"Como a velocidade da via é de 50km/h, os semáforos estão programados para abrir e fechar respeitando essa velocidade. Fica difícil de haver algum congestionamento porque o fluxo fica controlando e os semáforos vão abrindo e fechando de acordo com o programado", concluiu.

Os pardais em Maceió foram desligados em maio deste ano após o Tribunal de Contas do Estado (TCE) detectar vícios nos contratos com a empresa vencedora da licitação.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas