Rodoviários iniciam Operação Padrão e ônibus só devem sair das garagens ao meio-dia nesta terça-feira

Na sexta-feira, categoria promete greve geral, com apenas 30% da frota nas ruas da capital alagoana

Sem entrar em acordo com os empresários do setor de transportes de Maceió, os rodoviários vão dar início, nesta terça-feira (6), a uma Operação Padrão, por meio da qual os ônibus só sairão das garagens a partir de meio-dia. A mobilização deve acontecer até a quinta-feira (8) já que, na sexta (9), eles prometem começar uma greve geral, colocando apenas 30% dos ônibus para circular pelas ruas da capital alagoana.

A decisão pela greve foi tomada pela categoria no último sábado (3), durante assembleia. Nesta segunda-feira (5), eles participaram, junto com os empresários do setor, de uma audiência virtual com o Ministério Público do Trabalho (MPT), para comunicar sobre a mobilização. Como não houve nenhuma nova proposta para os trabalhadores, o posicionamento da categoria foi mantido.

Nesta terça-feira pela manhã, os rodoviários [motoristas e cobradores] prometem comparecer às garagens das empresas de ônibus, mas só deverão sair para começar a circular pelas ruas a partir de meio-dia. A reivindicação da categoria é pelo pagamento do ticket alimentação e do plano de saúde.

Por meio de nota, o O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió (Sinturb) lamentou a postura do Sinttro-AL e prometeu judicializar a questão para que a frota seja mantida 100% em circulação nas ruas, para evitar prejuízos à população de Maceió.

Confira a nota na íntegra:

"O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió (Sinturb) lamenta a postura do Sinttro-AL, de recusa às propostas conciliativas feitas em audiências de mediação.

Mesmo diante de um momento crítico de desequilíbrio econômico-financeiro, com seguidas quedas no número de passageiros nos últimos meses, as empresas se dispuseram a manter os benefícios do ticket-alimentação e do plano de saúde dos rodoviários. No entanto, a categoria exige aumento salarial e o pagamento de custos indevidos, que não estão previstos em acordo.

Em sua proposta final, as empresas de ônibus propuseram assumir integralmente o plano de saúde, para que os rodoviários não fiquem desassistidos nestes tempos de pandemia, de forma mais barata do que é cobrado hoje pelo Sinttro-AL.

Por fim, diante do anúncio feito por parte do sindicato dos rodoviários, de que a categoria irá dar início ao movimento grevista às 4h30 desta terça-feira (06), o Sinturb informa que irá judicializar a questão para que a frota seja mantida 100% em circulação nas ruas, para evitar prejuízos à população de Maceió".