Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MACEIÓ

Família apela por exame em criança que sofre com crises convulsivas

Família de garoto de quatro anos recorreu à Defensoria Pública após Município alegar não dispor de anestesista para procedimento

Os familiares de uma criança que sofre com crises convulsivas vivem a angustiante espera pela realização de um exame de ressonância por parte da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). E na busca desgastante por um diagnóstico, a avó do pequeno Anthony Gabriel resolveu recorrer à Defensoria Pública de Alagoas para tentar descobrir a razão pela qual o garoto convulsiona repentinamente.

Em contato com aGazetaweb, Maria de Fátima Siqueira disse ter ouvido da SMS que o Município não dispõe de um anestesista para a realização do exame solicitado pela pediatra da criança, uma ressonância craniana sem contraste e com anestesia.

Leia também

"Este papel [solitação do exame] passou quatro meses no CORA [Complexo Regular de Maceió]. No final do mês passado, fui à Defensoria e, tempos depois, o juiz autorizou exame do meu neto, mas a secretaria ainda não o fez", explicou Maria de Fátima.

Anthony Gabriel nasceu prematuro e passou três meses de sua vida entubado. "Ele está bem e, do nada, começa a convulsionar. É por isso que a médica solicitou o exame, na tentativa de descobrir a causa das convulsões", emendou.

Após tomar ciência do caso, a Defensoria Pública ingressou com uma ação civil pública e, segundo o defensor Fabrício Souto, a Prefeitura de Maceió assinou um TAC [Termo de Ajustamento de Conduta] em que se comprometeu a realizar o exame.

De acordo com o defensor, a decisão, inclusive, não cabe recurso, com a Defensoria também tendo solicitado o bloqueio de contas, a fim de garantir o custeio do procedimento médico.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde e aguarda um posicionamento do órgão.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas