Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MACEIÓ

Estudantes fazem ato público em Maceió contra aumento da passagem de ônibus

Ação acontece nesta segunda-feira, no terminal do Benedito Bentes; movimentos preveem outros protestos

Dezenas de estudantes fazem um ato público na manhã desta segunda-feira (6), no terminal de ônibus do Benedito Bentes, parte alta da capital, para protestar contra o aumento da passagem, cujo valor passou de R$ 3,15 para R$ 3,50, no dia 1º deste mês. A organização do movimento construiu um calendário com entrega de panfletos, visitas a escolas e outras ações.

Em entrevista àGazetaweb, o estudante de Direito André de Albuquerque - um dos organizadores - falou sobre o objetivo do ato, que deve ganhar repercussão em virtude da falta de justificativa do Município em conceder o reajuste da passagem de ônibus. Maceió passou a ter a segunda passagem mais cara do Nordeste, com a publicação do decreto que aumentou a tarifa.

Leia também

"Entendemos que isso é um grande absurdo, sobretudo, porque a licitação realizada recentemente não avançou a qualidade do transporte público. Parte da nova frota de ônibus já veio com problemas, o tempo de espera nos pontos não diminuiu, a realidade de ônibus superlotados continua e os projetos 'integração temporal' e 'domingo é meia', anunciados pelo prefeito Rui Palmeira (PSDB), continuam como promessas não cumpridas. Nesse cenário, o aumento não se justifica", comentou André, que é militante da organização política nacional MAIS.

Dessa maneira, diversos movimentos sociais se reuniram para construir uma campanha de exigência à revogação do aumento. A maior dificuldade do movimento, por sua vez, é que o novo valor passou a ser exigido logo após o carnaval, quando a população ainda estava viajando.

"Entendemos que era melhor fazer um diálogo direto, um calendário de panfletagens, visita às escolas, enfim, buscar uma articulação maior. É isto que estamos fazendo no terminal do Benedito Bentes, um dos lugares onde as pessoas mais sofrem com o transporte público da cidade. Esse horário mais cedo é estratégico porque esperamos a adesão de centenas de trabalhadores que utilizam o terminal todos os dias", reforçou o estudante, acrescentando que algumas panfletagens já foram feitas nessa sexta (3). A organização também planeja um grande ato público no Centro de Estudos e Pesquisas Aplicadas (Cepa), no Farol.

PASSE LIVRE 

Além da luta pela revogação do aumento da passagem, os estudantes buscam trazer à tona, novamente, o debate sobre o passe livre estudantil. Nos últimos anos, houve uma luta nacional nesse sentido e algumas cidades do país conseguiram instituir a gratuidade.

"Aqui em Maceió, infelizmente, a Câmara de Vereadores derrubou o projeto na legislatura passada. O prefeito Rui Palmeira já demonstrou que não se importa com a população; agora, queremos saber de que lado os novos vereadores estão: dos estudantes que, muitas vezes, deixam de frequentar as aulas por falta de dinheiro ou do lado dos interesses de lucro da Transpal?", questionou André.

Também organizam este ato público estudantes universitários e secundaristas da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), de escolas públicas e outras unidade de ensino.

OUTRO LADO

A Prefeitura, no entanto, afirma que o aumento da tarifa é baseado em uma fórmula composta pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), preço do óleo diesel para grandes consumidores, Índice de Preços ao Produtor Amplo/Disponibilidade Interna (IPA-DI) e Índice de Preço ao Consumidor (IPC -Br/Di).

Um dos argumentos usados pelo Município para conceder o reajuste é a realização de investimentos, como a implantação da faixa azul para ônibus, reforma de terminais, instalação e recuperação de pontos, implantação de aplicativos para acompanhamento em tempo real dos ônibus e modernização do sistema com a aquisição de 95 novos coletivos pelas empresas concessionárias.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas