Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MACEIÓ

Emocionado, capixaba retorna para casa após viver 3 anos em caminhão

Mobilização nas redes sociais viabilizou volta de Luís Carlos Mosca para Linhares, no Espírito Santo

Após mais de três anos vivendo na boleia de seu caminhão em uma área verde no Conjunto Salvador Lyra, em Maceió, o capixaba Luís Carlos Mosca, finalmente, está voltando para casa, em Linhares, no Espírito Santo.

Desde dezembro de 2020, quando seu veículo quebrou e ele não conseguiu recuperá-lo, Mosca enfrentou desafios diários para sobreviver, contando apenas com a solidariedade de algumas pessoas.

Leia também

A história dele ganhou destaque nas redes sociais, onde uma mobilização foi iniciada para ajudá-lo a sair da difícil situação em que se encontrava. Graças a uma campanha pela internet, ele conseguiu arrecadar recursos para pagar dívidas acumuladas durante esse período e, finalmente, retornar para sua cidade natal.


				
					Emocionado, capixaba retorna para casa após viver 3 anos em caminhão
Caminhão onde Luís Carlos Mosca morou por mais de 3 anos. Rogério Costa

O caminhão de Mosca será levado para São Paulo, onde passará por um processo de recuperação. Enquanto isso, ele celebra o apoio recebido e a oportunidade de voltar para casa, após uma jornada marcada por dificuldades e superação.

Sem Direção

Sua história ganhou solidariedade nas redes sociais e assim apareceram pessoas dispostas a ajudá-lo, como os vizinhos da praça onde estacionou o caminhão, o mecânico Manoel Oliveira, 55, e seu auxiliar Luis Felipe Bezerra, 26.

"Só me restou o caminhão. Ele é a minha casa. Tenho uma cama, TV, ventilador, algumas roupas. Tomo meu remédio para pressão, mas está faltando. Preciso fazer alguns procedimentos, até nos dentes que já se estragaram, mas quero é recuperar o meu amigo para cair na estrada novamente", conta.

Os amigos e as redes sociais o fizeram continuar a querer voltar para Linhares, no Espírito Santo, sua cidade natal. Em Maceió, gambiarras o ajudam a sobreviver: uma pessoa lhe cedeu um banheiro, a cozinha é na própria estrutura do veículo e a energia é puxada de um estabelecimento na rua. 

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas