Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MACEIÓ

Defesa Civil divulga balanço meteorológico referente a 2016

De janeiro a novembro, o acumulado foi menor do que o esperado, com nível de chuva 56% abaixo do aguardado

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) divulgou o balanço de 2016 em relação a quantidade de chuva esperada para o ano. De acordo com a média climatológica (1961-1990), todos os anos em Maceió é esperado que chova cerca de 2070,70mm. No período do inverno a quantidade estimada é de aproximadamente 1256,20mm.

Este ano, de janeiro a novembro, o acumulado foi menor do que o esperado, ou seja, o nível de chuva foi 56% abaixo do aguardado para o ano. Até aqui o registro é de 882,70mm. Com a chegada do verão, a tendência é que esse percentual aumente um pouco mais, já que não se tem previsão de chuva para os próximos dias.

Leia também

"Durante o período chuvoso, que é cerca de 60% do total de volume de chuva para o ano todo em Maceió, tivemos em 2016 apenas 546,20mm, o que contabiliza 56% a menos que o esperado, de acordo com a média climatológica. Este índice pluviométrico do corrente ano foi calculado a partir da média de dados de 14 pluviômetros que estão espalhados pelas áreas de risco de Maceió", explicou Dinário Lemos, coordenador da Defesa Civil Municipal.

Esses dados ajudam a Comdec na prevenção de acidentes em algumas áreas de risco, já que com eles o órgão pode monitorar o volume de chuva em determinada localidade de risco onde se encontra o pluviômetro. Porém, a principal informação referente à prevenção de acidentes vem da Sala de Alerta, que  envia o aviso de forma antecipada, com alertas meteorológicos, informando a intensidade da chuva e quando ela se aproxima. "Este aviso é de extrema importância para a Defesa Civil quando se trata da prevenção de desastres naturais. Além do monitoramento hidrometeorológico que o órgão realiza desde 2010, alertando sobre riscos de enchentes nas bacias do Rio Mundaú e Paraíba", finalizou o coordenador.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas