Comitê rejeita nova proposta para aumento na passagem de ônibus

Valor da tarifa deve ficar congelado até realização de auditoria

Uma reunião para propor que a passagem de ônibus fosse para R$ 3,90 surpreendeu representantes do Comitê pela Redução do Valor da Passagem de Ônibus em Maceió na manhã desta terça-feira (26). O encontro com o Ministério Público Estadual (MPE) foi marcado a pedido da Agência Municipal de Regulação de Serviços Delegados (Arser) e da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), sob alegação de que a medida impediria um colapso no transporte público de Maceió. Em contraponto, os empresários se disponibilizaram a oferecer quarenta novos ônibus até junho. 
O Comitê foi contrário à proposta, uma vez que os problemas cobrados pela população não seriam resolvidos. De acordo com eles, não há "nenhum elemento novo desde a audiência pública. O contrato continuaria sendo descumprido e os empresários teriam o benefício do reajuste". 

Valor da passagem deve continuar congelado até realização de auditoria  - Foto: FOTO: Andressa Costa/MPC

A procuradora da Fazenda Pública Municipal, Fernanda Moreira, sugeriu que a tarifa continuasse congelada até auditoria, além de que a prefeitura ampliasse a fiscalização em relação aos transportes clandestinos e complementares e que garantisse o pagamento das gratuidades.
Seguindo a proposta que havia sido feita na reunião, o Comitê reivindicou que as empresas garantissem os quarenta ônibus até junho, argumentando que, com as medidas da prefeitura, a arrecadação dos empresários aumentaria. 
As propostas foram acatadas pelo MPE e pelo Ministério Público de Contas (MPC) e serão encaminhadas à Prefeitura e aos empresários. O Comitê Pela Redução do Valor da Passagem de Ônibus pretende marcar uma nova reunião para o dia 7 de março. 

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p