Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MACEIÓ

Chuvas podem ultrapassar 50 mm e causar transtornos no Pinheiro, diz Semarh

Previsão meteorológica indica continuidade de chuva moderada a forte nas próximas horas; trovões e relâmpagos assustaram maceioenses nesta segunda

Vários bairros da capital amanheceram debaixo d'água nesta segunda-feira (28). Com trovões, relâmpagos e fortes chuvas, ruas e avenidas ficaram alagadas, o que gerou transtornos para quem precisou se deslocar para o trabalho, em pleno início de semana. A Secretaria do Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh) emitiu um alerta, principalmente, para o bairro do Pinheiro.

A reportagem daTV Gazetaesteve logo cedo, na Rua Miguel Palmeira, que registra grandes alagamentos com apenas algumas horas de chuva. A via liga o bairro do Farol a outras regiões de Maceió, dentre elas, o bairro do Pinheiro, que sofre com as constantes rachaduras em casas, apartamentos e estabelecimentos comerciais.

Leia também


				
					Chuvas podem ultrapassar 50 mm e causar transtornos no Pinheiro, diz Semarh
FOTO: cortesia à gazetaweb

Desde a madrugada, relâmpagos e trovões assustam a população, que, inclusive, entrou em contato com a

Rádio Gazeta

, para falar sobre a falta de energia elétrica. Moradores de bairros, como Ipioca, Feitosa, Mangabeiras, Ponta Grossa, São Jorge, Pajuçara e Jatiúca, reclamaram sobre a situação. A Avenida Pierre Chalita ficou tomada pela água e pela lama.

Por meio de nota, a Semarh emitiu um alerta sobre as chuvas, citando que o volume  registrado, até o momento, pode ultrapassar os 50 mm/dia e causar transtornos na região vulnerável do bairro do Pinheiro. A previsão meteorológica indica continuidade de chuva moderada a forte nas próximas horas.

Essas chuvas previstas não trazem risco de transbordamento nas principais bacias hidrográficas do Estado de Alagoas e, também, não impactarão os níveis das lagoas; porém, pancadas intensas poderão provocar alagamentos e movimentações de massa em áreas vulneráveis e com deficiência de drenagem, "principalmente em áreas urbanas impermeabilizadas".


				
					Chuvas podem ultrapassar 50 mm e causar transtornos no Pinheiro, diz Semarh
FOTO: Rafael Maynart

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA

A formação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis no Oceano Atlântico, próximo à costa de Alagoas, provocará pancadas de chuva de intensidade moderada à forte nas regiões do Litoral (atenção especial à região metropolitana), Baixo São Francisco e Zona da Mata durante esta segunda-feira (28/01/2019). O volume de chuva registrado até o momento e a continuidade da mesma pode ultrapassar os 50 mm/dia e causar transtornos na região vulnerável do bairro do Pinheiro.

Essas chuvas previstas não trazem risco de transbordamento nas principais bacias hidrográficas do Estado de Alagoas e também não impactarão nos níveis das lagoas, porém, pancadas intensas poderão provocar alagamentos e movimentações de massa em áreas vulneráveis e com deficiência de drenagem, principalmente em áreas urbanas impermeabilizadas.

Ressalta-se, que a chuva prevista para estas áreas será localizada, por isso, a precisão da localização e intensidade poderá ser prevista apenas com algumas horas de antecedência, mediante o monitoramento contínuo.

A Sala de Alerta está monitorando as condições sinóticas e novas atualizações poderão ser enviadas a qualquer momento.

Sala de Alerta - Rede de Monitoramento Hidrometeorológico de Alagoas - SEMARH / Agência Nacional de Águas (ANA).


				
					Chuvas podem ultrapassar 50 mm e causar transtornos no Pinheiro, diz Semarh
FOTO: Rafael Maynart

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas