Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > JUSTIÇA

Réu que contratou executor para matar esposa vai a júri nesta terça

Em crime motivado por suposta traição, Silvano teria pago R$ 200 e uma radiola em troca do serviço


				
					Réu que contratou executor para matar esposa vai a júri nesta terça
Júri popular. Ascom/MPAL - Arquivo

O réu Silvano do Nascimento Passos, acusado de mandar matar Maria Rita Correia da Silva, em 1999, vai a júri popular nesta terça-feira (28). Ele mantinha um relacionamento com a vítima e cometeu o crime motivado por uma suposta traição.

O acusado será julgado por homicídio qualificado pelo Tribunal do Júri, a partir das 8h, no Fórum do Barro Duro. O julgamento será conduzido pelo juiz José Braga Neto, da 8ª Vara Criminal de Maceió.

Leia também

Segundo os autos, Silvano planejou a morte de Maria Rita, contratando outro rapaz para cumprir o plano. O crime aconteceu no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió, em um terreno baldio, localizado nas proximidades de armazéns de açúcar.

O caso

Consta no processo que, em 1º de junho de 1999, a vítima foi morta mediante o uso de instrumento contundente, que provocou várias perfurações na região da face. Maria foi atraída pelo companheiro para se encontrar com o executor do delito.

De acordo com os autos, Silvano teria pago R$ 200 e uma radiola em troca do serviço. O corpo da vítima foi encontrado 10 dias após o ocorrido, enterrado em cova rasa.

*Com assessoria

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas