Justiça decreta prisão preventiva de acusado de matar jovem em Matriz de Camaragibe

Vítima foi atingida por um disparo, na cabeça, quando pilotava uma motocicleta, com a namorada na garupa

O juiz Antônio Barros da Silva Lima, da Vara do Único Ofício de Matriz de Camaragibe, homologou o flagrante e decretou a prisão preventiva do acusado de matar o jovem Victor Barbosa Lins, de 24 anos, crime ocorrido no domingo (14), em uma tentativa de assalto, na zona rural daquele município. O jovem foi atingido por um disparo, na cabeça,  quando pilotava uma motocicleta, com a namorada na garupa.

De acordo com o despacho do magistrado, “verifica-se das peças colacionadas aos autos que o investigado foi preso em flagrante no momento em que, ao menos em tese, estava praticando a conduta delitiva descrita no auto em prisão em flagrante, conforme depoimentos nele colacionados”.

O juiz diz, ainda, que a prisão se faz necessária para a "garantia da ordem pública", pois trata-se de crime supostamente praticado com grande repercussão social, o que demonstra, em tese, relevante periculosidade do agente.

ENTENDA O CASO

Segundo foi apurado pela polícia, o autor do crime tinha a intenção de roubar uma motocicleta. Ele ficou às margens de uma estrada de barro e, quando o veículo passava, fez o disparo que atingiu a vítima. No dia anterior, conforme uma testemunha, ele havia comentado que iria roubar uma moto para, em seguida, vendê-la e, assim, obter dinheiro.

"Ele estava caminhando pela estrada no sentido oposto à vítima e, quando ficou do lado, emparelhado com a motocicleta, apontou a arma, que já trazia na mão, e efetuou um único disparo que atingiu fatalmente a vítima", revelou o delegado Valter Nascimento, gerente de Polícia Judiciária da Área 2, que comandou as investigações.

A vítima ainda chegou a rodar por cerca de um minuto e meio, antes de cair, e que, por isso, a motocicleta não foi levada, conforme relata a namorada do rapaz.

O acusado foi preso no Povoado Porto da Rua, em São Miguel dos Milagres, numa operação realizada pelas Polícias Civil (PC) e Militar (PM).

A arma utilizada no crime, um revólver calibre 32, foi apreendida, após ser localizada na casa de uma irmã do acusado, também no Povoado Porto da Rua. “Foi o próprio criminoso quem apontou para a polícia o local onde havia escondido a arma”, acrescentou o delegado Valter Nascimento.

A polícia ainda realiza diligências para prender um suspeito que teria ajudado na fuga do acusado.