Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > JUSTIÇA

Ex-PM é condenado a 38 anos de reclusão por matar jovem no carnaval de Murici

Bruno Macena foi morto a tiros no Bloco Tudo Azul em 2012; policial foi expulso da corporação


				
					Ex-PM é condenado a 38 anos de reclusão por matar jovem no carnaval de Murici
Ex-PM Samuel da Silva foi condenado a 38 anos e seis meses de reclusão.. TV Gazeta

O ex-policial militar Samuel da Silva foi condenado a 38 anos e seis meses de reclusão por matar Bruno Macena, de 21 anos, com um tiro no pescoço, durante um bloco de carnaval em Murici, no interior de Alagoas. O julgamento ocorreu no Fórum do Barro Duro, em Maceió. Segundo a promotora de Justiça Adilza de Freita, que atuou no caso, ele vai responder, inicialmente, em liberdade.

O Conselho de Sentença acatou a tese do Ministério Público de Alagoas (MPE-AL) e, por isso, o ex-policial foi condenado por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima.

Leia também


				
					Ex-PM é condenado a 38 anos de reclusão por matar jovem no carnaval de Murici
Bruno Macena tinha 21 anos quando foi assassinado.. TV Gazeta

O homem foi condenado ainda por duas tentativas de homicídio, já que duas pessoas foram atingidas pelos disparos.

Bruno Macena foi assassinado no carnaval de 2012, em Murici, durante o bloco Tudo Azul. A morte ocorreu durante uma confusão no desfile do bloco. O ex-cabo foi expulso da corporação.

O Júri Popular foi realizado com familiares e amigos presentes. Bruno era o filho primogênito de Ernani Macena, que acompanhou de perto o julgamento.

"Pessoal diz que o tempo apaga, mas apaga não. Um filho é um filho, a gente não perde um filho assim e com o tempo apaga, não apaga. E hoje é viver tudo de novo", desabafa o pai Ernani Macena.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X