Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > JUSTIÇA

Envenenamento, outro filho e multa de R$ 600 mil: veja denúncia do MP contra pai acusado de matar filho em Maceió

Perícia confirmou a presença de substância química no sangue e no conteúdo estomacal da criança


				
					Envenenamento, outro filho e multa de R$ 600 mil: veja denúncia do MP contra pai acusado de matar filho em Maceió
Matheus Soares Omena dos Santos, de 24 anos, confessou o crime. Felipe Sostenes

A Juíza Tais Pereira da Rosa, da 14ª Vara Criminal da Capital, aceitou, nesta sexta-feira (14), denúncia do Ministério Público de Alagoas (MP/AL) e tornou Matheus Soares Omena dos Santos, de 24 anos, réu por homicídio qualificado praticado contra o próprio filho, o menino Anthony Levy Nascimento dos Santos, de 4 anos. Matheus Soares confessou que envenenou a criança, que morreu no dia 27 do mês passado.

Nessa quinta (13), a Polícia Científica de Alagoas enviou ao MP/AL o laudo que confirma o envenenamento e a presença de substância química no sangue e no conteúdo estomacal da criança. “Pelos achados descritos pode o perito concluir que o óbito foi decorrente de insuficiência respiratória aguda”, conclui o documento.

Leia também

Na denúncia apresentada pelo promotor de Justiça Lucas Sachsida Junqueira Carneiro cita que a atual companheira de Matheus Soares está grávida e pede que, com a condenação, seja decretada a incapacidade de exercício do poder familiar de Matheus Soares.

O promotor pede também que, com a condenação, seja fixada a quantia de R$ 600 mil como valor mínimo para reparação dos danos causados.

INDICIAMENTO

No último domingo (9), a Polícia Civil de Alagoas (PC/AL) indiciou Matheus Soares pelo assassinato do próprio filho. O jovem confessou o crime e disse que envenenou a criança para se vingar da ex-companheira e mãe da criança por causa de desavenças pós-separação.

Matheus Omena foi indicado pelo crime de homicídio qualificado pelo uso de veneno e majorado em ⅔, por ter sido praticado pelo ascendente da vítima menor de 14 anos. O crime também pode ter sua pena agravada tendo em vista que foi premeditado.

Segundo a polícia, as investigações começaram no dia 28 do mês passado após a criança passar mal na escola, no bairro São Jorge, em Maceió. “As circunstâncias indicaram possível envenenamento, levando à coleta de testemunhos e análises de evidências”, diz o inquérito.

Imagens de câmeras de segurança mostram a criança e o pai chegando à escola, bem como o pai jogando um objeto no pátio da escola. “Um pequeno recipiente plástico contendo uma substância granulada foi encontrado e relacionado a Matheus, levando à sua detenção e subsequente confissão de envenenamento do filho”, afirma outro trecho.

Depoimentos de funcionários da escola narram que Anthony passou mal e foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jacintinho, onde faleceu. Um comerciante do Jacintinho confirmou à polícia ter vendido veneno do tipo "chumbinho" a Matheus na semana anterior ao incidente. A transação foi realizada com cartão de débito no valor de R$ 13.

Matheus Omena confessou ter envenenado Anthony com "chumbinho" colocado no mingau consumido pelo filho antes de ir à escola, no dia 27 de maio. “Matheus declarou que seu ato foi motivado por vingança contra a mãe de Anthony, devido a conflitos pós-separação”, conclui o inquérito.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X