Bancário acusado por atropelamento na Av. Fernandes Lima responderá por homicídio doloso

Sérgio Praxedes é responsável pelo acidente que vitimou duas pessoas e deixou outra ferida, na Avenida Fernandes Lima

O bancário Sérgio Praxedes, acusado pelo atropelamento que vitimou duas pessoas e deixou outra ferida, na Avenida Fernandes Lima, na última sexta-feira (23), responderá por homicídio doloso, quando assume o risco de matar.

A decisão é do juiz José Cavalcanti Manso Neto e foi publicada na noite desta quarta (28), da 13ª Vara Criminal da Capital - Trânsito e Auditoria Militar.

"Após distribuição do feito a este juízo e realizada sua análise, foi constatada a incidência do dolo eventual na conduta perpetrada pelo autuado Sergio Praxedes dos Santos Filho, conforme decisão exarada às fls. 64/67, razão pela qual, foi oportunizado vista dos autos ao ilustre representante do Ministério Público que, em síntese, assim se manifestou:que seja declarada a incompetência deste Juízo, remetendo-se os autos a uma das Varas do Tribunal do Júri competente para julgar os crimes dolosos contra a vida", diz trecho da decisão.

O acidente

Um motorista com sinais de embriaguez, identificado como Sérgio Praxedes dos Santos, de 35 anos, atropelou motociclistas, na manhã desta sexta (23), em trecho da Avenida Fernandes Lima, no bairro Farol, em Maceió. De acordo com informações apuradas pela TV Gazeta, o condutor do carro invadiu a contramão da via, vindo, posteriormente, a colidir em duas motos.

Em um dos veículos, seguiam um homem e uma mulher e, na outra motocicleta, um funcionário de uma empresa de segurança. Este foi a óbito antes mesmo dos primeiros socorros. Já o casal foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foram encaminhados ao Hospital Geral do Estado (HGE). O homem faleceu após procedimentos cirúrgicos e a mulher segue em tratamento.

Sérgio Praxedes foi detido e, em seguida, conduzido para a Central de Flagrantes I, para a realização dos procedimentos cabíveis.