Acusado de tentar matar homens por brigas entre torcidas organizadas em Maceió vai a júri popular nesta quarta

Vítimas foram baleadas, mas conseguiram fugir e obtiveram atendimento hospitalar; o julgamento será conduzido pelo juiz Filipe Munguba

O réu Jeanderson Jorge Silva Santos, acusado de tentativa de homicídio cometido contra Diego Rogens de Oliveira Souza e Mário Fernando Cabral de Mafra Pires, no ano de 2011, no bairro Serraria irá a júri popular nesta quarta-feira (26). O julgamento será conduzido pelo juiz Filipe Munguba, às 9h, no Fórum da Capital.

Segundo informações da acusação, no dia do crime, Diego estava na porta do condomínio onde morava na companhia de Mário e outros dois colegas, quando Jeanderson e um comparsa - não identificado - apareceram em um automóvel e desferiram disparos de arma de fogo.

Na ocasião, Diego foi lesionado nas regiões da barriga, nádegas e braço. O alvo do réu era Diego, mas por erro na execução, um dos disparos atingiu Mário na região das nádegas. Ambos conseguiram fugir e obtiveram atendimento hospitalar.

De acordo com a Justiça, o crime teria sido motivado por diversas brigas entre Jeanderson e Diego. As testemunhas e a própria vítima relataram, no inquérito policial, que o crime foi motivado pela rivalidade entre as torcidas organizadas denominadas Mancha Azul e Comando Vermelho.

*com informações da assessoria.