Travesti é morta a pedradas na zona rural de Craíbas

Vítima foi atingida diversas vezes no rosto; não há informação sobre suspeitos

No início da tarde desta sexta-feira (9), uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) foi acionada para a remoção do corpo de João Diego da Silva, de 18 anos, mais conhecido como "Pâmela Tabete", às margens de uma barragem localizada no Sítio Serrote, zona rural de Craíbas, município do Agreste alagoano. Atingida várias vezes na cabeça, a vítima foi morta a pedradas.
De acordo com populares, o rosto da vítima está desfigurado, em virtude da crueldade com a qual foi assassinada. 
A polícia também foi acionada, mas, até o momento, não há informação sobre o que motivou o crime, tampouco sobre suspeitos. 
O presidente do Grupo Gay de Alagoas, Nildo Correia, por sua vez, disse à Gazetaweb que este é o quinto homossexual morto em Alagoas neste ano, já cobrando rigor, por parte das forças de segurança, na apuração do caso. 
O Instituto de Criminalística também esteve no local do achado de cadáver, iniciando os primeiros levantamentos a fim de municiar o trabalho da Polícia Civil. O caso deve ser investigado pelo 62º Distrito Policial.