Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > INTERIOR

Quem é o pescador que sumiu após navegar a 20 km da costa em Piaçabuçu

Ele está sumido desde a madrugada de domingo (19) e, até esta quinta (23), a Marinha do Brasil estava fazendo buscas


				
					Quem é o pescador que sumiu após navegar a 20 km da costa em Piaçabuçu
José Silvério tinha saído para pescar com mais três colegas, do porto da praia de Duas Barras, em Jequiá da Praia.. Reprodução / TV Gazeta

O pescador que desapareceu a 22 km da costa de Piaçabuçu após pegar uma embarcação no porto de Jequiá da Praia, Litoral Sul de Alagoas, é da Barra de São Miguel, tem 41 anos e, segundo o irmão, “conhecia bastante o mar”. Ele está sumido desde a madrugada de domingo (19) e, até esta quinta-feira (23), a Marinha do Brasil estava fazendo buscas pelo paradeiro dele.

José Silvério tinha saído para pescar com mais três colegas, do porto da praia de Duas Barras, em Jequiá da Praia. O trio voltou para casa, mas ele decidiu continuar.

Leia também

Em entrevista à TV Gazeta, o pescador João Moreira, que havia estado na embarcação horas antes, disse que foi acordado de madrugada, sendo informado do sumiço de Silvério e saiu com os amigos em busca do homem. Mas, como não tiveram sucesso, voltaram para casa e comunicaram às autoridades sobre o desaparecimento.

Segundo a Marinha do Brasil, as buscas começaram no dia 20 de maio, quando foi informada da situação. De acordo com o órgão, o pescador sumiu a 12 milhas náuticas, ou seja, a 22 km da costa, em Piaçabuçu, no extremo Sul de Alagoas.

O mergulhador José Rodrigues, que é irmão de José Silvério, disse à TV Gazeta que o pescador conhecia bem o mar, e praticava o mergulho desde criança.

“É complicado da gente cair a ficha, até mesmo pelo fato de ele ser acostumado com a prática da pesca. E desde criança fazia prática de mergulho e conhecia bastante o mar. Só que aconteceu essa fatalidade”, afirma o irmão José Rodrigues.

Ele afirma que a família acionou as autoridades, tanto a Polícia Civil, como a Polícia Militar e também pediu apoio das operações Águia e Falcão Zero 8. “O pessoal está empenhado. Procurou as informações com os pescadores responsáveis, o capitão do barco e os outros dois pescadores", disse José Rodrigues.

O amigo de José Silvério, Paulo Roberto da Silva, diz que o pescador era tranquilo e costumava pescar em outras cidades.


				
					Quem é o pescador que sumiu após navegar a 20 km da costa em Piaçabuçu
Embarcação que Silvério costumava usar na Barra de são Miguel.. Reprodução / TV Gazeta

“Ele era um cara tranquilo, não tinha bronca com ninguém, era um cara arretado. Pescava aqui sempre com esse barco Taboca e daqui ia pescar fora, depois voltava, pescava novamente e quando foi agora achou de ir para Jequiá e aconteceu esse episódio”, afirma Paulo Roberto, que conhece o pescador há muitos anos.

A Marinha do Brasil disse que iniciou uma Operação de Busca e Salvamento coordenada pelo Salvamar Nordeste, com a participação da Capitania dos Portos de Alagoas e o emprego do Navio-Patrulha ‘‘Guaíba’’, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste.

O Comando de Aviação do Estado também participa das buscas com avião monomotor entre Paripueira e Coruripe. O irmão de Silvério diz que ainda tem esperança de encontrá-lo com vida.

“Até mesmo pelo fato dele ser uma pessoa desenrolada na pesca e a esperança é a última que morre”, desabafou o irmão.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas