Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > INTERIOR

Prefeitura de São Sebastião apura ameaças de ataques a escolas

Segundo a gestão, prints de perfis anônimos que estão circulando nas redes sociais, disseminando supostas ameaças

A Prefeitura de São Sebastião, interior alagoano, informou, nesse domingo (9), por meio de nota, que, após tomar conhecimento de prints de perfis anônimos que estão circulando nas redes sociais disseminando supostas ameaças de ataques em escolas da rede municipal, acionou a Segurança Pública do Estado para apurar os casos.

"Diante dos fatos, a gestão municipal já está tomando as medidas cabíveis junto aos órgãos de segurança no sentido de investigar, identificar e punir o(s) autor(es) deste tipo de crime, que representa mais que uma ameaça à comunidade estudantil, mas a todos os munícipes", informou.

Leia também

Na nota, a Prefeitura e a Secretaria de Educação também reforçaram a importância da parceria entre pais e escola, uma vez que é necessário que os pais observem mais seus filhos, principalmente durante o uso da internet e o comportamento em redes sociais (em se tratando de crianças e adolescentes). "As autoridades competentes estão tomando as devidas providências", reforça.

A rede de ensino, no entanto, segue com o calendário normal, segundo a prefeitura.

CASO RECENTE EM MACEIÓ

Em 31 de março deste ano, pais de alunos da Escola Estadual Doutora Eunice de Lemos Campos, localizada no Benedito Bentes, na parte alta de Maceió, denunciaram as ameaças de morte que estudantes da unidade de ensino estavam sofrendo. Três homens foram identificados como sendo os autores.

"Um homem de 23 anos e dois adolescentes de 16 anos foram identificados como autores das ameaças de ataque contra a Escola Estadual Doutora Eunice de Lemos Campos, no bairro Benedito Bentes, na parte alta de Maceió", informou a Polícia Civil.

Conforme as investigações, um dos adolescentes é estudante da unidade e, junto aos irmãos, usaram imagens de armas de fogo coletadas na internet para causar pânico entre os alunos e funcionários da unidade de ensino.

Os aparelhos celulares do homem e dos adolescentes foram apreendidos e analisados. Eles também já prestaram depoimentos, e a PC segue apurando o ocorrido. Um comitê foi criado para investigar as ameaças.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas