Força-tarefa contra o Aedes aegypti é iniciada em nove municípios de AL

Em Arapiraca, ação ocorreu na comunidade Vila Mangabeiras, conhecida como Lixão

Ação conjunta combate o mosquito Aedes aegyptiFOTO: Agência Alagoas - Foto: FOTO: Agência Alagoas

Uma ação conjunta envolvendo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Defesa Civil Estadual, além de outras instituições governamentais, iniciou a força-tarefa estadual para combater o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, Chikungunya e Zika vírus. Nesta terça-feira (5), os municípios de Santa Luzia do Norte, Barra de Santo Antônio, Coqueiro Seco, Delmiro Gouveia, Santana do Ipanema, Arapiraca, Palmeira dos Índios, Penedo e Maragogi foram os primeiros municípios a ser contemplados os trabalhos de prevenção.
Em Arapiraca, mais de 30 pessoas, entre militares do 7º Grupamento do Corpo de Bombeiros e agentes de endemias, realizaram uma verdadeira varredura na comunidade Vila Mangabeiras, popularmente conhecida como Lixão. O local foi escolhido em função da grande quantidade de casos de dengue já detectados pela Secretaria Municipal de Saúde.
O grupo, que permanecerá no local nos próximos dois dias, terá a missão de eliminar focos e conscientizar a população sobre a importância dos cuidados com o armazenamento de água. Ainda serão identificados imóveis abandonados com focos a serem desativados, pneus, barris e demais recipientes que acumulem água.
Uma das residências vistoriadas foi a de Jaquiele Souza, casada e mãe de três filhos. Há um mês todos os cinco moradores da casa, incluindo um bebê de apenas seis meses, foram diagnosticados com dengue.
Na mesma rua de Jaquiele, os agentes de endemias e militares do Corpo de Bombeiros encontraram diversos focos do mosquito, principalmente em tanques de armazenamento de água.
Um dos focos foi localizado na residência da aposentada Maria Valdelice, que também já foi vítima da dengue. No local, a força-tarefa localizou um tanque com milhares de larvas, prestes a se tornarem mosquitos. Os tanques foram lavados e a água foi descartada.
Nos locais onde não é possível descartar a água, muitas vezes por ser a única reserva da família, os agentes de endemias aplicam o larvicida Sumilarv, produto químico a base de piriproxifeno que controla as larvas e regula o crescimento dos mosquitos. 
Ação conjunta ? De acordo com a secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska, a força-tarefa representa uma ação conjunta de diversos órgãos ligados ao governo do Estado. "Só com a união entre o poder público e a sociedade estaremos combate o mosquito Aedes aegypti, que além de ser o vetor da dengue, também é da chikungunya e do zika vírus", salientou a gestora da saúde estadual.
 De acordo com o coordenador da Defesa Civil em Arapiraca, Diego Richard, o mutirão faz parte de uma ação continua. "Na força-tarefa a ação envolve profissionais de diversos órgãos, todos comprometidos na erradicação deste mosquito que tem feito tantas vítimas, algumas delas, infelizmente, fatais", frisou.