Delmiro Gouveia registra 349 casos de diarreia desde o início do ano

Apenas na primeira semana de fevereiro, 185 pessoas foram atendidas nos hospitais

O município sertanejo de Delmiro Gouveia e algumas cidades vizinhas estão vivendo um "surto" de diarreia. Apenas na primeira semana de fevereiro, foram registrados 185 casos de pessoas com fortes dores estomacais, vômito, diarreia e fraqueza. Entre janeiro e fevereiro, já são 349 casos. A Secretaria de Saúde do município informou, na tarde desta quinta-feira (11), que já começou a investigar as causas do aumento no número de casos.
Os dados são do Hospital e Maternidade Regional Antenor Serpa e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Delmiro Gouveia, que recebem pacientes da região. Segundo dados repassados pela direção da UPA, somente no mês de janeiro, deram entrada na unidade 114 pessoas com sintomas de diarreia. Nos dez primeiros dias de fevereiro, foram 124 casos. Para a coordenadora de enfermagem da unidade, Luana Flores, a situação é alarmante, e o motivo do surto deve ser encontrado o quanto antes.
"São vários casos que deram entrada nesses últimos dias. Estamos vivendo um surto de diarreia. Vários fatores podem desencadear esses sintomas. Geralmente se registra um aumento dos casos de diarreia no início do ano, mas, desta vez, o número de casos está acima da média", explicou a enfermeira.
A coordenação de enfermagem do Hospital Regional informou que, no mês de janeiro, foram registrados 50 casos. Disse ainda que, apenas nos seis primeiros dias de fevereiro, deram entrada no hospital 61 pessoas com sintomas de diarreia.
Os dados foram repassados para a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que está monitorando a situação. Segundo a assessoria do órgão, o município está prestando atendimento a todos os pacientes. 
A Gazetaweb também entrou em contato com a assessoria da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), que confirmou ter conhecimento do surto de diarreia, mas que descarta que o surto tenha sido provocado pela água distribuída pela companhia. 
Confira a nota:
"A Casal tem conhecimento do surto de diarreia, mas não de que seja provocado pela água distribuída pela companhia. As coletas e análises feitas na semana passada indicam a boa qualidade da água. Novas coletas e análises estão sendo feitas para rastrear o surto. O resultado deverá ser divulgado na próxima segunda-feira nos meios de comunicação de Delmiro Gouveia.
A preocupação da Companhia é com a qualidade da água que distribui. Quando chove, a companhia intensifica o monitoramento para manter os parâmetros de potabilidade e garantir a qualidade do produto. Em caso de haver dificuldade de tratamento, que não é o caso de Delmiro Gouveia, a empresa pode até suspender a distribuição até que a água volte às condições normais".