Crime passional é uma das linhas de investigação para a morte de travesti

Crime será investigado pelo delegado Edberg Sobral, titular da Delegacia de União dos Palmares

O assassinato de Givanildo Alexandre da Silva, 33 anos, entra para a estatística como mais um crime contra travestis em Alagoas. No último fim de semana, a vítima foi encontrada morta, dentro de casa, em União dos Palmares. A causa foi traumatismo craniano, de acordo com informações da Perícia Oficial.

Segundo o delegado Edberg Sobral, titular da Delegacia de União dos Palmares, uma das linhas de investigação é crime passional. “Vou iniciar os trabalhos amanhã, mas pelo que acompanhei até agora há essa possibilidade de crime passional, mas tudo será investigado”, afirma o delegado.

Havia muito sangue no local onde o corpo de Givanildo, mais conhecido como Gil, foi encontrado. Estava enrolado em lençol sobre a cama. Os primeiros levantamentos do caso foram feitos pelo 2º Batalhão da Polícia Militar (BPM).

Em abril deste ano, um homem foi preso pelo assassinato de José Aparecido Santana da Silva (Dil), homossexual, crime ocorrido também em União dos Palmares. A vítima foi esfaqueada e enforcada.