25 suspeitos de roubos a bancos são mortos pela polícia em Minas Gerais

De acordo com a polícia, criminosos planejavam assalto a banco neste domingo (31)

A polícia Militar de Minas Gerais informou que 25 suspeitos foram mortos durante confronto, neste domingo (31), nos arredores de Varginha. O embate entre as autoridades e criminosos ocorreu após operação que, segundo a PM, visava desarticular uma quadrilha especialista em roubos a bancos.

Um vídeo divulgado pela PM mostra o armamento "de guerra" que foi apreendido com a quadrilha.

De acordo com a polícia mineira, os criminosos estavam fortemente armados com pelo menos dez fuzis, uma escopeta calibre 12 e vários explosivos. Dentre as armas, os suspeitos possuíam metralhadoras ponto 50, capazes de derrubar até aeronaves.

“Foi uma operação conjunta PRF e PM, que resultou em uma apreensão de forte armamento, um grande número de armas de fogo, além também de explosivos, coletes balísticos que eram utilizados por esses infratores. O que temos até agora é que houve essa grande apreensão em que vários criminosos estão sendo socorridos”, explicou a capitão Layla Brunnela, da Polícia Militar, ao G1 de MG.

“Provavelmente é a maior operação referente ao novo cangaço aqui no país, muitos infratores fariam um roubo a banco e foram surpreendidos pelo nosso serviço de inteligência integrado com a Polícia Rodoviária Federal”, completou.

Ainda conforme a polícia, uma carreta que foi apreendida em Muzambinho (MG) faria parte da ação, que aconteceria na noite deste domingo (31). O veículo tinha um fundo falso.

A polícia chegou a confirmar mais uma morte, mas depois voltou atrás e afirmou que o número oficial é de 25 mortos. Segundo a polícia, os suspeitos tinham idades entre 25 e 40 anos.