Preso em Maceió por calote, falso jogador já havia aplicado o mesmo golpe em 6 estados

Após ser preso na capital alagoana, Ruan foi conduzido para a Central de Flagrantes I, no Farol, para a realização dos procedimentos cabíveis

Ruan Pomponet Costa, de 28 anos, preso em Maceió após tentar aplicar um calote de R$ 2 mil em um bar na Orla de Ponta Verde, em Maceió, nessa segunda-feira (17), é acusado de outros golpes em seis estados brasileiros e no Distrito Federal, segundo informações do G1 Ceará.

Em Maceió, o homem chegou sozinho ao bar e consumiu diversas bebidas de valor elevado do cardápio, se negando a pagar o total quando a conta foi fechada. Por conta da reação, a administração do estabelecimento acionou a polícia.

Segundo a Operação Policial Litorânea (Oplit), da Polícia Civil (PC), responsável pela ocorrência, nenhum advogado ou parente de Ruan foi convocado para a defesa do mesmo. Após a prisão, ele teria afirmado ser de Sergipe, além de se apresentar como jogador de futebol, programador de informática e produtor musical.

Em Fortaleza, segundo o g1 Cerá, Ruan se passou por jogador de futebol, pediu bebidas caras e não pagou a conta em um bar do bairro Varjota. A conta deu R$ 4.363,13. No dia seguinte, ele foi novamente detido, agora em Canoa Quebrada, no Ceará, pelo mesmo golpe. Os crimes aconteceram em novembro do ano passado.

Após ser preso na capital alagoana, Ruan foi conduzido para a Central de Flagrantes I, no farol, para a realização dos procedimentos cabíveis.