Órgãos alagoanos emitem alerta para fortes chuvas no Estado

De acordo com os avisos, as chuvas acontecem entre hoje (25) e amanhã (26), além de existir um alto risco de alagamentos e cheias; Equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil realizam resgates e mantêm monitoramento em todo o Estado

A Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos ( Semarh) de Alagoas emitiu, nesta quarta-feira (25), um alerta meteorológico em que avisa sobre ocorrência de chuvas com intensidade moderada a forte em várias regiões do Estado.

De acordo com o aviso, as chuvas, que acontecem entre hoje (25) e esta quinta-feira (26), serão acompanhadas de ventos vindos do sentido sul e sudeste e atingirão as regiões Agreste, Baixo São Francisco, Litoral e Zona da Mata do Nordeste, incluindo Alagoas.

As equipes do Corpo de Bombeiros Militar (CBM-AL) e da Defesa Civil de Alagoas permanecem em alerta por causa das fortes chuvas que caem em todo o Estado.

As ações conjuntas com demais órgãos de segurança e prevenção foram iniciadas desde o último fim de semana e foram reforçadas entre a noite dessa terça-feira (24) e manhã de hoje (25), principalmente nos pontos mais críticos, onde o volume de água que caiu foi maior.

Segundo a Sala de Alerta da Semarth, existe um alto risco de alagamentos, principalmente nas áreas com deficiência de drenagem urbana, cheias em pequenos riachos e elevação dos níveis das principais bacias hidrográficas de Alagoas.

Já foram registrados acumulados de chuvas significativos em diversos municípios e a continuidade delas aumenta o risco de deslizamentos em áreas de encosta.

Segundo o órgão, o nível do Rio Mundaú está em elevação e poderá transpor a sua calha principal, impactando os municípios de União dos Palmares, Branquinha, Murici e Rio Largo durante esta quarta.

O coordenador da Defesa Civil estadual, tenente-coronel Moisés Melo, afirmou que o órgão está em alerta, já que a previsão é que continue chovendo. “Estamos monitorando constantemente, pois praticamente 95% dos municípios alagoanos estão em atenção. Deve chover em todo o estado e pode haver transbordos de rios e mais prejuízos causados pelas fortes chuvas”, disse.

Chuvas provocam alagamentos em diversos bairros de Maceió - Foto: Cortesia

Ocorrências em Alagoas

Algumas ocorrências já foram registradas durante os trabalhos. Em Rio Largo, o Corpo de Bombeiros Militar resgatou 40 pessoas que ficaram ilhadas por causa da inundação. Entre as pessoas retiradas, estava uma idosa acamada de 73 anos. No interior da residência, o nível da água chegou a um metro e meio de altura. Após o resgate, a senhora recebeu atendimentos médicos por uma equipe da Prefeitura municipal.

Na cidade de Penedo, os bombeiros militares resgataram seis pessoas que ficam sob os escombros de uma casa que desabou no bairro Mar Vermelho. Alagamentos também foram registrados no município do Baixo São Francisco e em outras cidades do Estado.

Em Jacuípe, por exemplo, algumas ruas ficaram alagadas após o nível do Rio Jacuípe subir. Nas proximidades de uma das entradas da cidade o rio também transbordou.

O nível dos rios Mundaú, Paraíba e Porangaba também preocupa. Este último já atingiu a pista de acesso ao povoado que tem o mesmo nome.

Alagamentos e deslizamentos de barreiras também foram registrados em Maceió. Algumas das principais avenidas da Capital ficaram cheias de água por causa das chuvas.

*com informações de assessorias