Morre Wilson Barreto Prado, ex-presidente da CDL e do Lifal

Segundo a família, ele era cardiopata e também estava com insuficiência renal

Morreu, na tarde desse domingo (28), em sua residência, Wilson Barreto Prado, ex-presidente do Laboratório Industrial Farmacêutico de Alagoas (Lifal) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Maceió.

Segundo parentes, Wilson, 76 anos, apresentava diversas complicações em sua saúde. "Meu pai era cardiopata e também estava com insuficiência renal. Ele ficou um mês e sete dias no hospital e estava há 15 dias em sua residência, em homecare", disse a filha de Wilson, Karina Barreto.

O velório acontece na manhã desta segunda-feira (29) e o sepultamento ocorre às 15h, no Campo Santo Parque das Flores, no Tabuleiro do Martins.

Amigos e familiares lamentaram a morte de Wilson Barreto.

Trajetória

Além do Lifal, Barreto já assumiu cargos como a presidência da Federação das CDLs de Alagoas (FCDL) e a vice-presidência da Associação Comercial de Maceió e da Federação do Comércio de Alagoas (Fecomércio). Ele também foi vice-presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e diretor-financeiro do Serviço de Proteção ao Crédito no Brasil.

Na CDL de Maceió, o empresário completou oito anos de mandato, contabilizando feitos importantes que contribuíram para o avanço do setor de comércio e serviços da capital, como a implantação da campanha anual Liquida Maceió e a criação da Cooperativa de Economia e Crédito do Comércio.

Barreto construiu uma moderna sede para a CDL, informatizou o serviço de processamento de dados do SPC (pioneiro no Nordeste) e trouxe para Alagoas, em setembro de 2005, a Convenção Nacional do Comércio Lojista, com a participação de cinco mil empresários de todo o país, impulsionando o comércio e o turismo do Estado.