Menina que sofreu queimaduras após explosão de celular morre no HGE

Geovana Pereira teve 40% do corpo queimado e não resistiu aos ferimentos

Morreu neste domingo, no Hospital Geral do Estado (HGE), a menina de 10 anos que sofreu graves queimaduras após um incêndio provocado pela explosão de um celular que estava carregando, no município de Pão de Açúcar, no Sertão de Alagoas. A confirmação do óbito foi dada pela assessoria da unidade de saúde.

O caso aconteceu no último dia 15 de julho e, desde então, a pequena Geovana Pereira estava internada no HGE em estado grave. Ela sofreu queimaduras de 2º e 3º graus em 40% do corpo, principalmente nos inferiores e superiores, conforme informações do hospital.

De acordo com relatos dos familiares das vítimas, o celular estava na tomada, dentro do quarto, e explodiu quando Geovana e o irmão, de apenas dois anos, estavam dormindo. A explosão provocou incêndio nos móveis e queimou as crianças.

Geovana teria protegido o irmão menor e retirado ele do quarto, quando pediu socorro. O menino sofreu lesões leves e ficou internado no Hospital de Emergência do Agreste (HEA). Já ela, precisou ser transferida para o HGE em razão da gravidade dos ferimentos.