FPI orienta gestores sobre estruturar secretarias de Meio Ambiente

Equipe de Gestão Ambiental da FPI está percorrendo os municípios para verificar as condições das secretarias

Um dos principais objetivos da Fiscalização Preventiva e Integrada (FPI) do São Francisco é orientar para que os gestores públicos municipais estruturem ferramentas que colaborem com a conservação e preservação do meio ambiente.

Diante deste objetivo a equipe de Gestão Ambiental da FPI está percorrendo os municípios para verificar as condições das secretarias de Meio Ambiente e o cumprimento das legislações que servem de instrumento para assegurar a preservação ambiental.

“Nosso trabalho é orientar os gestores para que eles conheçam as legislações ambientais e se estruturem para que possam criar instrumentos de fiscalização que colaborem com a preservação ambiental. Na maioria dos municípios visitados o que encontramos são secretarias desestruturadas, sem legislações específica, conselhos municipais de meio ambiente e, consequentemente, sem Fundos de Meio Ambiente”, explica o coordenador da equipe Gestão Ambiental, Eduardo Barreto.

Equipes estão orientam os gestores no interior - Foto: Ascom FPI

Durante a visita é explicado para os gestores públicos como eles devem proceder para regulamentar as secretarias, conselhos, fundos financeiros e as práticas exigidas pelas legislações ambientais dentro dos municípios; como também, é exposto como as instituições estaduais e federais podem colaborar para o fortalecimento das políticas ambientais dentro dos municípios.

Nos primeiros dias da FPI do São Francisco foram visitados os gestores dos municípios de Delmiro Gouveia, Água Branca, Inhapi e Mata Grande.

*Com informações da assessoria