Elon Musk chega ao Brasil nesta sexta, diz ministro das Comunicações

Segundo Fábio Faria, objetivo é discutir conectividade e proteção da Amazônia com o governo brasileiro

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, informou que o bilionário Elon Musk chega ao Brasil nesta sexta-feira (20) para se reunir com o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Elon Musk, que em abril anunciou acordo de compra do Twitter por cerca de US$ 44 bilhões (aproximadamente R$ 215 bilhões), é o homem mais rico do mundo e tem um patrimônio avaliado em US$ 273 bilhões (R$ 1,3 trilhão), segundo ranking da Bloomberg. Ele também é dono da empresa de transporte espacial SpaceX, que tem interesse no Brasil, e da Tesla, fabricante de carros elétricos.

"A convite do ministro das Comunicações, Fábio Faria, o empresário @elonmusk chega ao Brasil nessa sexta-feira para tratar com o governo brasileiro sobre Conectividade e Proteção da Amazônia", escreveu Fábio Faria no Twitter.

Segundo a colunista Julia Duailibi, Musk deve se encontrar com Bolsonaro num evento no interior de São Paulo. A informação foi antecipada pelo colunista Lauro Jardim, de "O Globo".

Em janeiro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) concedeu o direito de exploração no Brasil de satélite estrangeiro não-geoestacionário de baixa órbita para a Starlink, sistema de satélites da SpaceX. Com isso, a empresa de transporte espacial de Musk vai poder oferecer seu serviço de satélite em todo o território brasileiro, com direito de exploração até 2027.

A autorização da Anatel foi concedida após reunião do ministro Fábio Faria com Musk nos Estados Unidos, em novembro do ano passado.

Em fevereiro deste ano, o governo do Amazonas também informou manter contato com a SpaceX para a instalação de tecnologia da empresa do bilionário no estado. Musk já havia manifestado interesse em iniciar operações da Starlink na região.

O executivo não se manifestou sobre a visita.

Polêmica compra do Twitter

Conhecido por várias polêmicas e excentricidades, Musk foi eleito pela revista "Time" como a "Personalidade do Ano" em 2021. Conhecido inicialmente pela criação da Tesla em 2003, o bilionário foi diversificando seus negócios até se tornar dono da SpaceX, que lançou o primeiro voo para o espaço somente com civis.

A presença constante de Musk nos noticiários nas últimas semanas se deve ao acordo de aquisição do Twitter, que ainda não foi finalizada. No último dia 13, as ações da rede social despencaram quase 10% após ele dar declaração sobre a suspensão temporária da compra. Horas depois, Musk voltou atrás e afirmou que ainda estava comprometido com a aquisição.

Nesta semana, Musk voltou a dizer que acordo com Twitter pode travar caso a plataforma não prove que menos de 5% de contas são falsas.

O polêmico acordo de compra também tem sido marcado por troca de farpas entre Musk e o atual presidente-executivo do Twitter, Paraj Agrawal. Musk chegou a usar um emoji de cocô para ironizar Agrawal sobre como é feita a estimativa de contas falsas na rede social.