E + Reciclagem: Equatorial Alagoas lança projeto de sustentabilidade que concede descontos na conta de energia

Iniciativa do Grupo Equatorial chega ao Estado para, além promover ações que visam difundir a cultura da coleta seletiva, conceder descontos na conta de luz

A Equatorial Energia lança, na próxima sexta-feira (15), o projeto E + Reciclagem (lê-se “é mais reciclagem”), que tem como objetivo investir em práticas sustentáveis que transformem a vida das pessoas e colaborem para a preservação da natureza. A iniciativa do Grupo Equatorial chega ao Estado para, além promover ações que visam difundir a cultura da coleta seletiva, conceder descontos na conta de luz.

Segundo a Equatorial, a iniciativa da Distribuidora, que integra o Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), existe desde 2011 e já arrecadou mais de 50 mil toneladas de resíduos, como metal, papel, plástico e embalagens Tetra Park, nos estados do Maranhão, Piauí e Pará. Além disso, os clientes já foram beneficiados com quase dois milhões e meio de reais, em bônus na fatura de energia.

O E + Reciclagem, ainda de acordo com a empresa, vai facilitar o acesso a práticas sustentáveis ao disponibilizar postos de coleta itinerantes em diversos pontos da capital alagoana e será lançado na Grota das Piabas, localizada no bairro Jacintinho, em Maceió. Para aproveitar o benefício, o cliente deve se dirigir ao posto com os resíduos devidamente limpos e separados, juntamente com a conta de energia mais recente e um documento de identificação com foto.

O interessado poderá, inclusive, optar por doar o desconto na fatura de energia de uma instituição filantrópica. No local, haverá um atendente para pesar separadamente cada item, por tipo e classe. O bônus é calculado na hora e varia de acordo com a quantidade e o tipo de material que é pesado na balança.

Confira os resíduos que poderão ser arrecadados:

Plásticos: Pet (refrigerantes e água mineral), Plástico Duro (embalagens de shampoo, detergente, margarina, manteiga, baldes, bacias, caixas, cadeiras, mesas), plástico filme (sacolas plásticas, embalagens de mantimentos) e PVC (canos, forros etc);

  • Metais: aço inox, alumínio, antimônio, ferro, bronze, chumbo, panela de alumínio e bateria de carro;
  • Papel: Branco (papel A4, livros, papel de escritório), Misto (revistas e encartes) e papel jornal e papelão;
  • Tetra Pak: caixas de suco, leite, extrato de tomate, creme de leite e leite condensado.

"Ciente de que o descarte incorreto do óleo de cozinha pode gerar impactos significativos ao meio ambiente, já que, após o uso, o líquido acaba sendo despejado em ralos, pias ou até mesmo no lixo doméstico, o projeto E + Reciclagem também receberá óleo de cozinha. O produto deverá ser entregue coado e acondicionado, preferencialmente, em uma garrafa pet", informou a Equatorial.

O engenheiro do Programa de Eficiência Energética da Equatorial Alagoas, Edmilson Santos, falou que a iniciativa contribui com o meio ambiente e com a qualidade de vida das pessoas. “A Equatorial reforça o seu compromisso com o consumo consciente e a destinação correta de resíduos. Essa é uma ação que também estimula a adoção de práticas sustentáveis, pois acreditamos que cuidar do planeta é uma responsabilidade de todos nós."

ODS 11 e 12 – A gestão correta de resíduos integra os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma agenda mundial estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para a construção e implementação de políticas públicas, que visam guiar a humanidade até 2030. O ODS de número 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis), que tem como meta reduzir o impacto ambiental negativo da gestão de resíduos municipais e o ODS de número 12 (Consumo e Produção Responsáveis), que tem como foco a promoção de ações para o uso eficiente de recursos naturais, através da redução da geração de resíduos e emissão de poluentes por meio da prevenção, redução, reciclagem e reuso.

*com informações da assessoria.