Dupla-Sena da Páscoa sorteia prêmio de R$ 30 milhões neste sábado

Apostas podem ser feitas até as 19h pela internet ou em lotéricas

Os apostadores interessados no prêmio de R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa, tem até as 19h para fazer suas apostas. Trata-se do primeiro concurso especial do ano das loterias da Caixa. O prêmio não acumula. As apostas podem ser feitas por maiores de 18 anos nas lotéricas de todo o país, por meio do volante especial, pelo portal Loterias Caixa ou pelo aplicativo Loterias Caixa, disponível para usuários das plataformas iOS e Android.

O sorteio ocorre neste sábado, às 20h, no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo (SP). Com apenas uma aposta da Dupla-Sena, o apostador concorre a dois sorteios no mesmo concurso. Ganha quem acertar 3, 4, 5 ou 6 números, tanto no primeiro quanto no segundo sorteio. Basta escolher de 6 a 15 números dentre os 50 disponíveis ou deixar que o sistema escolha os números, na aposta surpresinha. O preço da aposta simples, com seis números, é R$ 2,50.

Inicialmente, o sorteio da Dupla-Sena da Páscoa estava marcado para 3 de abril, mas foi prorrogado para o dia 17 de abril. Segundo a Caixa, o novo prazo dará mais tempo para fazer apostas ou comprar bolões. Os recibos das apostas que indicam a data anterior do sorteio (3 de abril de 2021) continuam válidos e concorrerão normalmente.

Prêmio

Assim como em outros concursos especiais, como a Mega da Virada e a Quina de São João, na Dupla-Sena da Páscoa o prêmio não acumula. Se não houver acertadores das 6 dezenas, o prêmio será dividido entre os acertadores da quina, e assim por diante.

Caso apenas um apostador acerte as dezenas do prêmio principal e opte por aplicar os R$ 30 milhões na poupança, a Caixa estima que o rendimento mensal será de aproximadamente R$ 48 mil.

Esta é a quinta edição do concurso especial da Dupla-Sena. O maior prêmio da modalidade foi pago na Dupla-Sena da Páscoa do ano passado, em que apenas um apostador da cidade catarinense de Blumenau acertou as seis dezenas e ganhou R$ 30,8 milhões.

A Caixa faz um alerta: os apostadores devem ficar atentos às datas para conferência das apostas e retirada do prêmio dentro do prazo legal, em caso de eventual premiação. O prêmio de qualquer uma das modalidades das loterias federais, de qualquer faixa de premiação, prescreve em 90 dias corridos, a contar da data do sorteio. Depois desse prazo, o ganhador não pode mais resgatar e o valor é repassado integralmente ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

No último dia 31 de março, mais de R$ 162,6 milhões - metade do prêmio da Mega-Sena da Virada de 31 de dezembro 2020 - foram para o Fies. O prazo para resgate terminou e o ganhador ou ganhadora de São Paulo, que fez a aposta pela internet, não apareceu. O sorteio mais cobiçado do país teve apenas dois vencedores para dividir o valor recorde de R$ 325,2 milhões, mas apenas o ganhador de Aracaju resgatou o valor.