Dos 102 municípios alagoanos, apenas sete atingiram meta de vacinação contra a gripe

Devido à baixa procura, data para o encerramento da campanha de imunização foi prorrogada pelo MS

Do total de 102 municípios alagoanos, 95% deles não conseguiram atingir a meta de vacinação contra a gripe. Devido à baixa procura pelo imunizante, o Ministério da Saúde prorrogou para 24 de junho a data para o encerramento

A cobertura recomendada pelo Ministério da Saúde é de 90%, mas, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado de Alagoas (Sesau), apenas sete conseguiram chegar à meta dentro do primeiro prazo estabelecido pelo governo federal para vacinar o público-alvo, que foi dia 3 de junho. São eles:

  1. Batalha (90,3%)
  2. Chã Preta (93,0%)
  3. Coité do Nóia (95,7)
  4. Craíbas (95,9%)
  5. Jacaré dos Homens (100,7%)
  6. Monteirópolis (93,0%)
  7. São Miguel dos Milagres (97,6%)

Já de acordo com o órgão estadual, dentre os municípios, cuja população não se vacinou dentro do recomendado, estão Rio Largo e Maceió, que tiveram apenas pouco mais de 30% do público-alvo vacinado contra a influenza.

O primeiro prazo dado pelo governo federal foi até o dia 3 de junho. Em Maceió, por exemplo, até esta data, só 18% das crianças - um dos públicos-alvo - se vacinaram contra a gripe. Isso quer dizer que, de um público de 58.928 crianças aptas a receberem o imunizante, apenas 10.682 se vacinaram.

O número de cobertura também foi baixo para o sarampo. Apenas 13% delas se protegeram até aquela data.

Confira as pessoas aptas a se vacinarem na rede pública de saúde contra a influenza até o dia 24 de junho.

  1. Crianças de 6 meses a 4 anos
  2. Gestante
  3. Idoso
  4. Trabalhador da saúde
  5. Puérpera
  6. Professores
  7. Comorbidades
  8. Deficiência permanente
  9. Forças de segurança e salvamento
  10. Forças Armadas
  11. Funcionário do Sistema Prisional
  12. Caminhoneiros
  13. Trabalhador do transporte coletivo
  14. Trabalhador portuário
  15. População privada de liberdade e adolescentes em medidas socioeducativas
  16. Indígenas

*Com informações da TV Gazeta