Casamento coletivo LGBTQI+ tem data adiada; inscrições continuam abertas

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, casamento coletivo deve acontecer no início de 2021

Em razão da pandemia do novo coronavírus e visando minimizar riscos aos participantes, a 5ª edição do Casamento Coletivo LGBTQI+, que aconteceria em setembro, teve sua data adiada. A previsão é que o evento aconteça nos primeiros meses de 2021. 
Em nota, a organização do evento, feita pelo Grupo Gay de Alagoas (GGAL), informou que a decisão acontece em razão das determinações do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), que segue as normas de segurança de saúde do Estado de Alagoas.
Nildo Correia, atual presidente do GGAL, lamentou ou adiamento e disse que o evento deve acontecer apenas em 2021. "Infelizmente, em virtude desse processo de pandemia que estamos vivendo, o casamento coletivo LGBTQI+ terá de ser adiado. A previsão de nova data para a realização do evento deve ser entre os meses de janeiro e fevereiro, após a volta do recesso do TJ/AL", disse.
Cerca de 56 casais já se inscreveram para participação no casamento coletivo, que continua com suas inscrições abertas, sendo realizadas através de formulário neste link