Alagoas registra aumento de Síndrome Respiratória Aguda Grave, revela FioCruz

Dados apontam crescimento em todas as faixas etárias a partir de 10 anos, a partir do fim de novembro e início de dezembro

Alagoas registrou um aumento de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), conforme o Boletim Infogripe da Fiocruz, divulgado nesse sábado (15). De acordo com o indicador, o estado apresenta um nível forte, com probabilidade de crescimento de 95%.

"Praticamente todos os estados apresentaram sinal de crescimento entre 26 de dezembro e 1º de janeiro e de 2 a 8 de janeiro. , deixando claro que tal contexto é anterior às celebrações de final de ano, reforçando a importância dos alertas quanto aos cuidados necessários à época. A manutenção da divulgação dos dados durante este período, certamente teria dado melhores condições para a população tomar decisões adequadas ao momento epidemiológico", afirmou Marcelo Gomes, coordenador do InfoGripe.

O Boletim apontou, ainda, um aumento de 135% no número de casos da Síndrome no Brasil. O número de casos passou de 5,6 mil para 13 mil, entre as últimas três semanas de novembro e as três últimas semanas.

Foi observado um crescimento na faixa etária a partir de 10 anos, desde o final de novembro e início de dezembro até agora. Os dados laboratoriais apontam que esse aumento foi consequência tanto da epidemia de gripe quanto pela retomada do crescimento de casos de Covid, com o avanço da ômicron.

"A velocidade com que a Covid-19 se espalha entre a população cresceu, semanalmente, de 4% para 30%", finalizou o pesquisador Marcelo Gomes.

Este é o primeiro boletim divulgado após mais de um mês em função do "apagão" no sistema do Ministério da Saúde, que inviabilizou o acesso aos dados sobre a pandemia de Covid-19 no Brasil.