Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > GERAL

16 alagoanos estão entre as vítimas de acidente com ônibus, diz prefeitura

Ônibus caiu de aproximadamente 15 metros; Bombeiros confirmam 17 mortes

A Prefeitura de Mata Grande confirmou que há 16 moradores do município entre as vítimas do acidente em João Monlevade (MG) na tarde desta sexta-feira (4). A assessoria do município informou que está solicitando fotos dos passageiros alagoanos para encaminhar para o Instituto Médico Legal André Roquette, em Belo Horizonte, para auxiliar na identificação das vítimas. O Governo do Estado e a Prefeitura de Mata Grande decretaram luto oficial de três dias.

O ônibus caiu de uma ponte, deixando 17 mortos até o momento. Informações da Prefeitura apontam que a sede da empresa responsável pelo veículo fica no povoado Santa Cruz, em Mata Grande. As vítimas são moradores do município e da região. O ônibus faz a mesma linha Mata Grande-São Paulo uma ou duas vezes na semana.

Leia também

A queda, de aproximadamente 15 metros, deixou mais de 20 feridos, e o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais trabalha para resgatar os passageiros. As vítimas estão sendo levadas para o Hospital Margarida, na cidade de João Monlevade.

No casa de duas crianças e um adulto ferido, o resgate teve de ser feito com a ajuda de helicópteros.

O ônibus carregava quarenta pessoas ao todo, segundo o porta-voz do Corpo de Bombeiros. A teoria até agora é que o veículo teve uma falha mecânica e começou a voltar de marcha ré rumo à mureta e a queda. Testemunhas dizem que viram pessoas pularem do ônibus antes da queda. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista pulou do veículo e fugiu.

Em consulta nos sistemas do Departamento de Trânsito de Alagoas (Detran/AL), o veículo estava com impostos em dia, mas possui uma multa por excesso de velocidade na BR-381, a mesma do acidente.

Segundo levantamento da CNN, entre janeiro e outubro deste ano, 522 pessoas ficaram gravemente feridas em acidentes na rodovia em questão, que possui um intenso tráfego de veículos de carga. É a terceira rodovia federal com maior número de acidentes no país.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informou que a perícia já está no local do acidente para investigar a ocorrência e levar os corpos para o Instituto Médico Legal André Roquette, em Belo Horizonte e o Posto Médico Legal de João Monlevade.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas