RBR revela prejuízo de R$ 9,3 milhões com acidente do GP da Inglaterra

Carro de Max Verstappen ficou completamente destruído após forte impacto com muro em disputa por primeiro lugar com Lewis Hamilton, rival na briga pelo título da F1 em 2021

O GP da Inglaterra já foi encerrado há quase uma semana, mas a controvérsia em torno da batida entre Max Verstappen e Lewis Hamilton segue longe de ter um ponto final. Segundo o chefe da RBR, Christian Horner, o prejuízo com os danos causados ao carro do holandês com o acidente é de aproximadamente US$ 1,8 milhão (R$ 9,3 milhões), um valor que impõe sérias consequência em uma era que as equipes precisam respeitar o teto de gastos de US$ 145 milhões por temporada.

- Um fator importante do acidente é relacionado ao teto de gastos da F1, já que esse acidente nos custou aproximadamente US$ 1,8 milhão (R$ 9,3 milhões). Um prejuízo como esse tem enormes consequências em uma era de limite de gastos - afirma Horner em uma coluna no site da própria RBR.

Estima-se que o impacto do carro com a barreira de proteção tenha acontecido com 51 g de força, o que explica a enorme destruição do RB16B. O acidente deixou Verstappen tonto, cheio de hematomas e obrigou o piloto a ser levado ao hospital para mais exames. Segundo Horner, o pior não aconteceu por causa do alto padrão de segurança dos atuais carros e barreiras de proteção da F1.

- Muito crédito deve ser dado aos padrões de segurança desses carros, incluindo o halo e até os sistemas de barreira de proteção, porque o impacto foi tão forte que quebrou o banco do carro do Max. O carro poderia facilmente ter capotado, o que era a preocupação inicial da equipe de resgate, mas felizmente isso não aconteceu - explica.

De acordo com o chefe da RBR, o time ainda não desistiu de buscar uma punição maior para Hamilton pelo prejuízo causado ao time, já que considera que os 10s aplicados durante a corrida foram leves para as consequências do lance.

- Não é segredo algum que sentimos que a pena a Hamilton foi muito branda para este tipo de acidente. Em função da severidade do acidente e da pena branda, estamos olhando todo os dados que temos para uma possível revisão (da punição). Estamos considerando as opções que temos do ponto de vistas esportivo - considera.

Mesmo com a punição de 10s, Hamilton conseguiu superar Charles Leclerc na antepenúltima volta para garantir seu quarto triunfo em 2021 e reduzir a desvantagem para o holandês da RBR no campeonato.