Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > ESPORTES

Pizza tranquilizou antes de vitória inédita em Mônaco, revela Leclerc

Piloto que venceu no Principado pela primeira vez no GP da F1 deste domingo, minimizou crença em suposta "maldição"


				
					Pizza tranquilizou antes de vitória inédita em Mônaco, revela Leclerc
Charles Leclerc celebra vitória no GP de Mônaco da F1 em 2024. Foto: Bryn Lennon - Formula 1/Formula 1 via Getty Images

Uma boa noite de sono, e uma pizza marguerita com prosciutto (presunto curado) cru. Sem abacaxi. Esse teria sido o segredo de Charles Leclerc para chegar tranquilo neste domingo e vencer de forma inédita o GP de Mônaco. Descontraído após o triunfo, o piloto da Ferrari garantiu que passou bem na noite anterior, mas reconheceu ter sentido certa pressão pelo resultado que esperava há anos.

- Na verdade, dormi muito bem, e comi muito ontem à noite. Cheguei muito tarde em casa e não consegui cozinhar, então pedi minha pizza favorita, o que normalmente não é lá a melhor preparação para uma corrida, mas eu pensei: "OK, talvez isso me ajude psicologicamente a aliviar um pouco a pressão" - disse o piloto da Ferrari na coletiva pós-corrida.

Leia também

Largando da pole position pela terceira vez nas ruas em que nasceu e cresceu, Leclerc dominou a prova de ponta a ponta; fez duas largadas limpas e cruzou a linha de chegada à frente de Oscar Piastri, da McLaren. Ele se tornou o primeiro piloto de Mônaco a vencer em Monte Carlo em 74 anos da F1.

O triunfo encerrou uma "zica" que perdurava para Leclerc desde sua estreia na Fórmula 2 em 2017: até este ano, ele havia abandonado ou perdido a chance de brigar por um pódio correndo em Monte Carlo nas seis vezes em que competiu em casa, mesmo largando da pole duas vezes na F1, em 2021 e 2022.

Leclerc, porém, garante que a superstição nunca foi sua praia, embora a pressão por um resultado só tenha crescido após as oportunidades perdidas nos anos anteriores:

- Nunca acreditei na maldição. No entanto, nas duas ocasiões em que tive a chance de vencer aqui, foi muito difícil: em uma delas, não consegui nem largar. Na segunda, não fizemos a escolha certa. Foi muito, muito frustrante perder essas vitórias. A questão é que você nunca sabe quando será a próxima oportunidade de vencer. Principalmente quando é sua corrida em casa e, mais ainda, quando sua corrida em casa é Mônaco - uma pista tão especial, tão difícil e um fim de semana tão complicado de se fazer tudo perfeitamente, o que conseguimos fazer. Então eu sabia que essa seria minha chance.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas