Técnico Jardine elogia Santos após disputa de pênaltis: 'Tem nível para estar na Seleção principal'

Treinador da Seleção Olímpica diz que arqueiro do Athletico Paranaense busca seu espaço, e afirma que Brasil fez por merecer a classificação para a final dos Jogos Olímpicos

Em busca do bicampeonato, a Seleção Brasileira masculina de futebol disputará a final dos Jogos Olímpicos de Tóquio no próximo sábado contra a Espanha. Nesta terça-feira, a Canarinho bateu o México por 4 a 1 nos pênaltis em Kashima e o técnico André Jardine falou sobre a partida depois do confronto.

"O time do México tem um grande nível. Para nós foi um jogo com cara de final, contra uma equipe que se defende muito bem e é muito perigosa nos ataques. Eles nos exigiram uma concentração muito grande para que não falhássemos. Estamos de parabéns pelo jogo que fizemos, corremos poucos riscos. Procuramos o gol o tempo todo, fizemos por merecer, e a classificação nos pênaltis, na minha visão, coroa a equipe que desde o início buscou vencer," disse Jardine à "Rede Globo".

O comandante da Seleção Brasileira também falou que sofreu com a disputa nas penalidades, mas que o Brasil mereceu a vaga na final. "Treinador sofre demais nos pênaltis. A gente se cobra muito para merecer. E ao final do jogo o sentimento era de que a gente merecia. Se teve um time que mereceu a vaga, foi o nosso", falou.

Jardine ainda comentou sobre o goleiro Santos, que pegou um pênalti e fez grande defesa no tempo normal. Para o treinador, o arqueiro do Athletico-PR tem nível para estar na Seleção principal.

"O Santos é um goleiro de Seleção principal. Hoje a Seleção principal está muito bem servida nesta posição, os três que lá estão são do mais alto nível, mas para mim o Santos vem junto, buscando o seu espaço. E essa oportunidade aqui é para mostrar que ele tem nível para estar lá também, tem nível para estar aqui, é o melhor que tínhamos à disposição e vai fazer a diferença", concluiu.