Antes das Olimpíadas, Douglas, ponteiro da seleção, temia mais LOL do que russos

Douglas Souza disse que era mais difícil vencer no LOL do que enfrentar russos no vôlei; na última quarta, Brasil perdeu por 3 x 0

Douglas Souza é um dos destaque do vôlei masculino brasileiro em Tóquio-2020. Reserva do time comandado por Renan Dal Zotto, o ponteiro ganhou notoriedade (e muitos seguidores nas redes sociais) nas Olimpíadas do Japão por conta do jeito divertido fora da quadra.

Atração da torcida nos bastidores, o jogador também tem papel importante esportivamente. Nas quadras, ele tem sido bastante acionado: na vitória em cima da Argentina, de virada, por 3 x 2, por exemplo, o atleta mudou a cara do time. Antes, na estreia brasileira, contribuiu bem no triunfo contra a Tunísia (3 x 0).

Veio, então, a terceira rodada para o vôlei masculino do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio. Na manhã da última quarta-feira (horário de Brasília), a seleção foi dominada pela Rússia, que fez 3 x 0 em uma atuação quase perfeita e aplicou a primeira derrota ao time comandado por Renan Dal Zotto nesses Jogos.

Douglas Souza, que entrou em quadra e até mexeu com a equipe brasileira no terceiro set, não teve muito êxito no ataque. Assim como os companheiros que jogam abertos, ele sofreu com o paredão adversário. Só no primeiro set, os russos marcaram seis pontos de bloqueio contra apenas um do Brasil.

O domínio russo foi de encontro a uma declaração do jogador do EMS Taubaté Funvic. No início deste mês, em entrevista para o blog da Betway, ele foi questionado se era mais fácil encarar o bloqueio russo no vôlei ou vencer uma partida de LOL. Viciado em Esports, Douglas disse que preferia o duelo em quadra.

“Vou te falar que tem dias que é muito difícil ganhar uma partida de LOL. Muito difícil, é horrível. Ontem mesmo eu perdi umas quatro partidas seguidas, eu queria morrer, jogar meu computador na parede. Jogar contra os russos é um pouco mais tranquilo, a gente faz todo dia, é mais de boa, a gente é preparado para isso, aí já é outra ‘vibe’. Ganhar uma partidinha no LOL é muito difícil”, brincou o jogador.

E agora, Douglas? Será que o ponteiro da Seleção Brasileira já mudou de ideia após o domínio russo na partida desta quarta nas Olimpíadas? Clique aqui e relembre a entrevista completa com o ponteiro brasileiro.

Com a derrota para os russos, o Brasil permaneceu com cinco pontos no Grupo B do vôlei masculino nos Jogos Olímpicos e caiu para a terceira colocação da chave. Já os russos, que somam nove pontos, dispararam na liderança.

Na próxima rodada, a seleção brasileira enfrenta os Estados Unidos, às 23h05 (de Brasília) desta quinta-feira (29). A seleção de atletas russos encara a França na sexta-feira (30), às 9h45 (de Brasília).