Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > NACIONAL

Justiça belga bloqueia ativos da 777 Partners, SAF do Vasco

Empresa, que perdeu controle da SAF vascaína na quarta, é dona do Standard Liège


				
					Justiça belga bloqueia ativos da 777 Partners, SAF do Vasco
Acionistas americanos da 777. Bruno Fahy / AFP

Afastada do controle da SAF do Vasco pela Justiça do Rio de Janeiro na quarta-feira, a 777 Partners perdeu outra ação judicial nesta quinta-feira, mas na Bélgica, onde é dona do Standard Liège. Os ativos da empresa no país estão bloqueados.

Sentença proferida nesta quinta ordenou a apreensão cautelar dos bens da 777 na Bélgica, após denúncia apresentada por Bruno Venanzi, antigo dono do Standard Liège, e outros sócios, no início de maio.

Leia também

Segundo a imprensa belga, o grupo americano não pagou as parcelas que venceram em abril, cada uma de 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 19 milhões). Por isso, os acionistas entraram na Justiça pedindo a penhora dos bens da 777.

- Há pouca esperança de que a 777 Partners pague os acionistas, dados os problemas financeiros e jurídicos da empresa - diz reportagem da RTBF, emissora de rádio e televisão pública belga.


				
					Justiça belga bloqueia ativos da 777 Partners, SAF do Vasco
Protestos de torcedores do Standard Liège contra a 777 Partners. Bruno Fahy / AFP

A 777 está em rota de colisão com torcedores da equipe belga. No dia 10 de maio, um grupo impediu que o ônibus com os jogadores chegasse ao Estádio Sclessin, onde o Standard Liège enfrentaria Westerloo, pela primeira divisão do Campeonato da Bélgica. Em protesto, a torcida bloqueou a saída do veículo do centro de treinamento para o local onde o jogo seria realizado.

Os torcedores pedem que o clube seja vendido novamente para investidores locais ao invés de empresas estrangeiras.

Na quarta-feira, uma decisão liminar da Justiça do Rio de Janeiro suspendeu o efeito dos contratos com a 777 Partners e devolveu o controle do futebol do Vasco ao associativo. O presidente Pedrinho vai dar entrevista coletiva nesta tarde para explicar o movimento do clube.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas