Jardine convoca Claudinho, Pedro e Gerson, após polêmica, para a seleção olímpica: "Erro faz parte"

Jogadores do Flamengo e atleta do Bragantino são novidades na lista de convocados para a próxima data Fifa, entre os dias 31 de maio e 8 de junho. CBF ainda não definiu a programação

O técnico André Jardine anunciou nesta sexta-feira a lista de jogadores convocados da seleção olímpica para a próxima Data Fifa, entre os dias 31 de maio e 8 de junho. Nesse período, o Brasil fará os últimos testes antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Porém, a CBF ainda não fechou a programação para essa janela internacional.

— Faltam alguns detalhes para os anúncios dos jogos, que estão bem encaminhados. Talvez nas próximas horas. Esperamos ter 100% de certeza das informações. E a data final da convocação das Olimpíadas ainda estamos definindo. Temos até o dia 30 (de junho), mas esperamos fazer isso antes disso — declarou o treinador.

Além de Claudinho, do Bragantino, as grandes novidades são as presenças do meia Gerson - que foi chamado depois de polêmica que envolveu sondagem para o Pré-Olímpico e um alegado, pelo jogador, mal-entendido - e do atacante Pedro, ambos do Flamengo. O lateral-direito Gabriel Menino já havia sido chamado duas vezes para a seleção principal, e agora também recebe uma oportunidade na sub-23.

Como Everton Ribeiro e Gabigol também foram chamados para a seleção principal, o departamento de competições da CBF vai ajustar a questão dos jogos do time durante a Data Fifa.

— O Gerson é um grande atleta, um grande jogador, que vem sendo observado não só por nós da olímpica, mas pela comissão da principal também. A concorrência nessa posição é muito grande. A gente sempre comentou que a vez dele chegaria, e chegou. Esperamos que ele possa desempenhar aqui tudo o que vem desempenhando no Flamengo.

”O erro faz parte, nós erramos muito, os jogadores também. Esperamos que o Gerson tenha amadurecido. Ele já manifestou para nós que tem o desejo de jogar em qualquer seleção. — André Jardine, sobre ocasiões do passado em que Gerson recusou convocações“

A lista de 23 convocados tem 11 atletas que atuam no Brasil e outros 12 que defendem clubes estrangeiros.

Veja a lista completa:

Goleiros: Cleiton (Bragantino), Breno (Grêmio) e Brazão (Real Oviedo).

Laterais: Gabriel Menino (Palmeiras) e Emerson (Betis); Guilherme Arana (Atlético-MG) e Abner (Athletico-PR).

Zagueiros: Gabriel Magalhães (Arsenal), Luiz Felipe (Lazio), Ibañez (Roma) e Nino (Fluminense).

Meias: Bruno Guimarães (Lyon), Matheus Henrique (Grêmio), Reinier (Borussia Dortmund), Liziero (São Paulo), Gerson (Flamengo) e Claudinho (Bragantino).

Atacantes: Antony (Ajax), Malcom (Zenit), Pedro (Flamengo), Evanílson (Porto), Gabriel Martinelli (Arsenal) e Rodrygo (Real Madrid).

A convocação final para Tóquio, porém, tem limite de 18 atletas. Entre eles, os três acima de 24 anos — o adiamento dos Jogos fez o Comitê Olímpico Internacional alterar a regra de atletas até 23 anos. André Jardine preferiu não indicar qual percentual do grupo desta sexta-feira deve estar na última relação para as Olimpíadas.

— É uma questão que realmente incomoda, a não certeza das coisas. Mas contamos com o desejo dos atletas. A Olimpíada é muitas vezes uma oportunidade única na carreira. Queremos contar com todos e acreditamos que teremos todos. Olimpíada é só de quatro em quatro anos, e todos manifestaram o desejo de participar — comentou o técnico.

A CBF trabalha na tentativa de contar com Neymar nos Jogos Olímpicos. Isso depende da liberação do Paris Saint-Germain.

A seleção brasileira está no Grupo D do torneio de futebol masculino das Olimpíadas, junto de Alemanha, Costa do Marfim e Arábia Saudita. Desta forma, o time comandado por André Jardine estará mais uma vez frente à frente contra o rival da final no Rio de Janeiro, em 2016, quando levou a melhor nos pênaltis, no Maracanã. Costa do Marfim e Arábia Saudita foram foram vice-campeãs continentais de torneios sub-23.

”Momento importante, decisivo, nossa última preparação antes de defender o ouro olímpico. — Branco, coordenador de base da CBF“

Seleção olímpica do Brasil ganhou da Coreia do Sul no amistoso disputado em novembro do ano passado - Foto: Lucas Figueiredo/CBF