Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > NACIONAL

Filipe Toledo não é o único: surfe tem histórico de pausas na carreira

Astros como Gabriel Medina também precisaram de um 'respiro' do esporte

O brasileiro Filipe Toledo, atual bicampeão mundial, surpreendeu o mundo do surfe ao anunciar que não participará do circuito mundial em 2024. O atleta competirá apenas nos Jogos Olímpicos. O motivo apontado pelo surfista foi a necessidade de cuidar da saúde mental, relato semelhante ao de outros esportistas da modalidade.

O tricampeão mundial Gabriel Medina se retirou das competições entre janeiro e maio de 2022. Na época, o brasileiro contou que estava muito desgastado mentalmente e fisicamente. Além da exigência do esporte, ele passava por outras situações cansativas. O surfista havia terminado recentemente o relacionamento com a modelo Yasmin Brunet, caso que teve grande repercussão midiática.

Leia também

O cenário no surfe feminino é parecido. Duas das principais campeãs da história da modalidade anunciaram pausas na carreira recentemente. Stepanhie Gilmore, octacampeã, tirou um ano sabático para "ter um refresco físico e mental". A pentacampeã Carissa Moore, por sua vez, irá se retirar do circuito por tempo indeterminado após os Jogos Olímpicos. A havaiana falou que está "animada para ver o que há lá fora".

Apesar de muito jovem, a atual campeã Caroline Marks também passou por processo similar. Logo após conquistar o mundo, a surfista de 22 anos contou o motivo de ter tirado uma rápida pausa na temporada anterior. Segundo ela, o período estava sendo muito difícil mentalmente e fisicamente. A norte-americana chegou a dizer que estava "duvidando de si mesma".

Caroline Marks viveu rápida ascensão no surfe
Caroline Marks viveu rápida ascensão no surfe | Foto: Brent Bielmann/WSL

O surfe é associado muitas vezes ao lazer, como uma prática relaxante. No entanto, o cenário profissional é muito competitivo e o reflexo da exigência nos esportistas é visível. Ao longo da temporada, os atletas disputam uma etapa atrás da outra, viajando para diferentes países, em uma rotina, como fazem questão de ressaltar, desgastante mentalmente e fisicamente.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas