Após surto de Covid-19 no Atlético-MG e festa polêmica, vice pede respeito

Desde a última segunda-feira 20 pessoas, entre jogadores e membros da comissão técnica e diretoria, testaram positivo para o novo coronavírus

Após o surto de Covid-19 que atinge o Atlético-MG com vários infectados e uma festa polêmica promovida pela comissão técnica, o vice-presidente do clube, Lásaro Cândido, pregou respeito ao coletivo. Na noite dessa quarta-feira, sem quatro titulares infectados pelo novo coronavírus, o Galo perdeu, no Mineirão, por 2 a 0, para o Athletico-PR.
"Chutes, reza...ontem nada resolveu! Vida q segue!Tive contato c p menos um dos infectados,mas mantendo o distanciamento e sempre c máscara. Não tenho nenhum sintoma e o primeiro teste deu negativo.Quem trabalha no futebol, em tempos de pandemia,tem q pensar no coletivo. Respeito!", afirmou em uma rede social.
Lásaro Cândido disse ter tido contato com, pelo menos, um dos infectados pela doença, e que sempre está de máscara. Desde a última segunda-feira, 20 pessoas, entre comissão e jogadores, testaram positivo para o novo coronavírus no Galo. Na noite dessa quarta-feira, a informação de uma festa promovida pela comissão técnica com cerca de 60 pessoas repercutiu mal entre membros da diretoria.
Já são 25 casos de Covid-19 no Galo desde o início da pandemia. Nesta quinta-feira, a assessoria de imprensa do clube confirmou que novos exames serão feitos. Os resultados serão divulgados na sexta. No domingo, o Atlético encara o Ceará, no Castelão, às 16h (de Brasília), pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.