Além dos títulos, muita grana: Palmeiras arrecadou R$ 400 milhões em prêmios na era Abel

Com três títulos em um ano, técnico português liderou o Verdão em dez competições

Além das duas Libertadores e uma Copa do Brasil, o Palmeiras tem algo além para agradecer a Abel Ferreira. Com os títulos, o Verdão teve uma receita muito grande com as premiações das competições.

Desde a chegada de Abel ao Verdão, em novembro do ano passado, o clube arrecadou R$ 400,5 milhões em prêmios e direitos de transmissões pelas participações em dez torneios.

Em seis deles o time chegou à final: Copa do Brasil e Libertadores de 2020, além de Recopa Sul-Americana, Supercopa, Paulistão e Libertadores de 2021.

A conta leva em consideração o momento em que Abel chegou, ou seja, não soma as receitas por direitos de transmissão da fase de grupos da Libertadores do ano passado – o português assumiu o Palmeiras já no mata-mata.

Veja as premiações recebidas desde a chegada de Abel:

  • Libertadores-2021: US$ 22,5 milhões (cerca de R$ 126 milhões) da Conmebol + R$ 12 milhões de bônus da Crefisa pelo titulo;
  • Brasileirão-2021: R$ 29,7 milhões pelo terceiro lugar;
  • Recopa Sul-Americana: US$ 750 mil (R$ 4,2 milhões) pelo vice;
  • Supercopa: R$ 2 milhões pelo vice;
  • Copa do Brasil-2021: R$ 1,7 milhão pela eliminação na terceira fase;
  • Paulistão-2021: R$ 1,154 milhão pelo vice;
  • Brasileirão-2020: R$ 23,1 milhões pelo sétimo lugar;
  • Mundial de Clubes: R$ 10,75 milhões pelo quarto lugar;
  • Copa do Brasil-2020: R$ 66,9 milhões da CBF + R$ 6 milhões de bônus da Crefisa pelo titulo;
  • Libertadores-2020 (a partir das oitavas de final): US$ 19,5 milhões (cerca de R$ 105 milhões) + R$ 12 milhões de bônus da Crefisa pelo titulo;
  • Valor total: R$ 400,5 milhões

Todos os valores têm descontos por causa de impostos, mas se tornaram uma fonte de renda importante diante do impacto da pandemia de Covid-19.

O Verdão fechou 2020 com um déficit de R$ 151 milhões e tem se recuperado em 2021. Até setembro, mês do último balancete analisado pelo Conselho de Orientação e Fiscalização, o clube apresentava um superávit de R$ 83,5 milhões. Ainda entrarão no balanço as verbas do título da Libertadores – US$ 15 milhões (R$ 84,7 milhões) mais o bônus da Crefisa – e da campanha do Brasileirão.

Abel tem contrato com o Verdão até o fim de 2022, mas sua permanência ainda não está definida, já que o treinador se considera no limite do desgaste físico e mental. Nesta semana, ele já recusou uma oferta de cerca de R$ 127 milhões por um contrato de dois anos e meio com o Al-Nassr, da Arábia Saudita.

Ele tem sondagens de times dos Estados Unidos, mas o Palmeiras quer mantê-lo para a disputa do Mundial de Clubes. Leila Pereira, presidente eleita, assume no próximo dia 15 e tenta convencer o treinador a trazer a família para o Brasil. Além disso, não está descartada a possibilidade de uma valorização do português no Verdão.