Sergio Pérez vence GP de Singapura da F1 e adia título de Verstappen

Mexicano teve dia impecável e venceu a prova deste domingo (2/10). Holandês da Red Bull ficou apenas em sétimo

Sergio Pérez foi o grande vencedor do GP de Singapura neste domingo (2/10), pela Red Bull. O mexicano ficou na frente de Charles Leclerc e Carlos Sainz, da Ferrari. O dia não foi dos melhores para Max Verstappen, que terminou em sétimo e não confirmou suas possibilidades de título. Após uma boa classificação, Hamilton não fez uma grande corrida e terminou em nono.

Pérez terminou a corrida sob investigação por duas possíveis infrações no Safety Car, o que poderá tirar a vitória do piloto da Red Bull. O mexicano mostrou sua especialidade em circuitos de rua e fez uma corrida impecável desde a largada, quando superou o pole position Leclerc logo nos primeiros metros de pista. O mexicano segurou Leclerc durante toda a longa prova em Marina Bay e abriu três segundos de folga na reta final, que acabaram sendo sete no fim da corrida.

“Eu acho que foi a minha melhor performance até hoje, a forma que controlei a corrida. As últimas voltas foram muito intensas, dei meu máximo na corrida hoje. Eu não tenho ideia do que aconteceu, só sei que tem uma investigação. Acho que é legal para o Max vencer no Japão, será muito importante para nós”, afirmou Pérez após sua terceira vitória na temporada.

O Grande Prêmio de Singapura aconteceu com a pista do circuito de rua de Marina Bay ainda molhada por causa da chuva que caiu no local pouco antes da largada. As condições foram cruciais para o desempenho dos pilotos e o dia terminou com o abandono de seis deles, Nicholas Latifi, Zhou Guanyu, Fernando Alonso, Esteban Ocon, Alexander Albon e Yuki Tsunoda. Os abandonos, é claro, resultaram em diversas paradas para Safety Car ao longo da etapa.

Após enfrentar falta de combustível no sábado, Max Verstappen largou mal, conseguiu recuperar algumas posições e terminou a corrida em sétimo. Os seis pontos do holandês não são suficientes para confirmar o título com antecedência em Cingapura, mas o feito poderá ocorrer no próximo GP do Japão.

Verstappen tem 341 pontos na liderança do campeonato, seguido de longe pelo monegasco Leclerc, que tem 237 pontos. Sergio Pérez soma 26 agora e chega a 235 na terceira posição do mundial. A Red Bull lidera o campeonato de construtores com 576 pontos, seguida pela Ferrari, que tem 439. A Mercedes está em terceiro, com 373.

A CORRIDA

A largada aconteceu com atraso de cerca de uma hora por causa da chuva que caiu no circuito de rua de Marina Bay. George Russell realizou uma troca de motor no seu carro e realizou a largada do pitlane. O britânico foi o último a terminar a corrida, ficando em 14º, mas faturou um ponto de volta mais rápida.

Verstappen largou mal e caiu na classificação para a posição 10 após duas voltas, mas o holandês foi se recuperando aos poucos e ganhou três posições. Ele começou a travar uma batalha um pouco mais dura com Fernando Alonso. Em sua corrida número 350, o carro da Alpine dirigido por Alonso teve problemas mecânicos e o espanhol também abandonou a corrida.

Nicholas Latifi e Zhou Guanyu tiveram um contato que tirou ambos os pilotos da pista. Foi necessário acionar o Safety Car para tirar o carro da pista nas duas ocasiões. A sequência de SafetyCar e abandonos continuou. De volta após perder o GP da Bélgica por causa de apendicite, Alexander Albon teve problemas no motor, que começou a soltar muita fumaça, e também abandonou a prova. Albon bateu nas barreiras e foi mais um a deixar a prova.

Ao tentar perseguir Sainz, Hamilton perdeu o controle do carro da Mercedes, derrapou e bateu no muro. A quarta colocação ficou com Lando Norris. Mais uma volta se passou, mais um carro bateu nas barreiras de contenção. Tsunoda derrapou e ficou fora do GP de Cingapura.

Verstappen precisou parar no box para trocar os pneus e voltou a cair algumas posições. O holandês conseguiu retomar um lugar no top 10 com algumas ultrapassagens na reta final. A próxima etapa da Fórmula 1 será o Grande Prêmio do Japão, que acontece entre os dias 7 e 9 de outubro.