Prost prega transformações na Fórmula 1: "Há muito o que mudar"

Ex-piloto francês destaca a necessidade de a categoria voltar a ser disputada entre as escuderias

A Fórmula 1 vem passando por problemas em sua estrutura ultimamente. Talvez por isso a Federação Internacional de Automobilismo, FIA, tenha permitido aos principais gestores deste esporte fazerem as mudanças que acharem necessárias. Os responsáveis são Jean Todt, presidente da entidade, e Bernie Ecclestone, que gerencia a parte comercial da F1.
O tetracampeão Alain Prost foi questionado a respeito de tais mudanças. Contudo, mostrou-se sucinto e não quis declará-las. Mesmo assim, o ex-piloto ratificou a necessidade de enfrentar os problemas de verdade.

Alain Prost é uma voz em defesa das equipes pequenas - Foto: FOTO: Gazetaesportiva

Além disso, Prost destacou a necessidade da Fórmula 1 voltar a ser disputada entre as escuderias, visto que nos últimos dois anos, por exemplo, a categoria foi amplamente dominada pela Mercedes.
"Você precisa permitir às equipes pequenas a possibilidade de serem mais competitivas, não somente colocando mais dinheiro na mesa, mas encontrando caminhos alternativos no regulamento - especialmente na parte técnica", finalizou.

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p